Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Daily Miacis

O que tenho lido #1

19073805_1745894502105635_1781955221_n.jpg

 Como tinha referido, quando falei da minha última viagem a Madrid, aquilo era uma perdição de livros. Para quem é uma bookworm ver tantos livros sobre vários temas, de várias áreas, que em Portugal não é fácil de encontrar muitos nem em inglês, é ... tortura. Mas eu nunca gostei muito espanhol, embora que como muitos, eu perceba e fala Portanhol. Na primeira viagem não me atrevi a comprar livros. Contudo nesta última a coisa já não correu assim. Quando vi este livro, por 3,75€, Hellboy... pensei não tenho nada a perder. Li-o rápido e muito facilmente. Quando aparecem palavras que não consigo identificar, já tenho um dicionário no meu telemóvel que me trazuz de espanhol para português, mas tem fases que estou tão empolgada na leitura que tenho preguiça de pegar no dicionário. Como foi o dia do livro enquanto estava lá, recebi dois presentes dos meus amigos, e um deles em espanhol. Já comecei a ler esse e embora o nivel de linguagem já seja um pouco mais elevado relativamente a este tenho conseguido ler muito bem. 

 

Este livro, foi uma boa surpresa para mim. Sou uma fã do mundo do Hellboy: gosto da temática monstros, histórias ocultas populares, e mundos obscuros. E o Hellboy tem isso na medida certa. Já li vários comics, mas nunca tinha lido em formato romance, e adorei! Sou suspeita porque gosto e porque ainda para mais acontece no Egipto.

 

Hellboy tem que ir ao Egipto ter com uma amiga, que já foi um romance antigo, ajuda-la a resolver um mistério: ela arqueóloga foi chamada para investigar umas ruínas, um local onde já tinha um exército de milhares desaparecido do nada, e onde recentemente tinha desaparecido a equipa de uma Lady da aristrocacia inglesa, e a própria da Lady. Depois de descobrir qual foi o destino da Lady, e lidar com uma guerra iminente na Síria que levou a que aparecesse o exércitio Americano, Hellboy consegue aos poucos descobrir o que se vai passando naquele local. Mal sabia Hellboy que aquilo já era uma história que desenrolava há seculos, e que poucos se iram salvar. Personagens arrogantes aprenderam a ser humildes, devido à carga do mal que tiveram que passar. Depois de algumas peripécias que quase levaram a que Hellboy fosse usado como receptáclo para receber um deus do mal, ele consegue salvar mais uma vez o Mundo e continuar como sempre.

 

Como sempre gostei da mensagem sempre muito sublime porque Hellboy, sendo um ser que veio de outra dimensão e que não parece nada humano, consegue ser muito mais Humano que muita gente. Penso que é sempre uma boa mensagem: a arrogância é algo muito feio e a nossa vida é demarcada pelas nossas acções.

 

Se gostam de mística e folklore oculto, como monstros, aconselho a ler Hellboy, e este é um bom livro para começar.

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

 

 

O meu cão treina melhor que o teu!

Quem me segue sabe que eu tenho quatro gatos e dois cães completamente o oposto em tamanho (de feitio a coisa já é igual): Nero o pastor alemão, e Chewiebacca (Chewie para os amigos), o Yorkshire. 

O feitio é igual porque ambos são irrequietos (o pequeno corre como um campeão que tem desgaste nas almofadinhas), têm um feitio vincado, querendo isto dizer, que reclamam quando existe algo que não lhes agrada como pentear, adoram comer biscoitos e desfazer o jardim. São uns mimados, e querem ambos ser o centro das atenções. Fazem a vida negra aos gatos excepto à mais nova, a Copas, aquela pequenina que trouxe do meio do mato, mas que mantem, e muito bem, o respeito a este dois desordeiros.Ambos são loucos por jogar à bola.

 

O Nero desde pequeno que foi o meu companheiro de caminhadas/corridas. E ele adora! Principalmente na praia! O Chewie aí já não o levo porque embora ele quisesse, é bastante percurso para ele. 

19046706_1745894495438969_177241348_n.jpg

 

E porque digo que são óptimos treinadores, tanto para cardio como para musculação? Tentem correr com o Nero: não há coração e pulmões que aguentem os primeiros minutos quando sai da porta da casa. E mais, mesmo metros depois de já ter saido é eu já a morrer, ele puxa e desafia do género porque raio não corro eu mais. Ou que vos fuja como fugiu da última vez, não há treino de intensidade elevada igual a este.

 

O Chewie por seu lado é optimo para musculação e para treinar a meditação . Musculação porque para ele eu brincava infinitivamente ao "atira os bonecos". Bonecos esses que já foi criada uma Associação dos Veteranos Mutilados pelo Chewie, porque ele depois com a raiva desfá-los. Sabem aqueles 3 ratos do Ikea? O branco, o cinza e o castanho? Já não têm patas, nem orelhas, nem cauda, e um deles já nem olhos tem. Ou seja o meu braço direito está forte no que toca a lançamentos porque o Nero também treina um pouco, mas acabo por trabalhar mais o abdominal porque ele puxa a Kong dele mas com ele a coisa já é muito forte, porque não larga. 

 

Meditação? Porque em momentos como agora, em que estou a escrever este post no meu tempo de lazer e descanso, tenho um cão pequeno a chorar baixinho, e a ganir, como se fosse o ser vivo mais triste do mundo porque quer brincar comigo mas só com um boneco e caiu e eu tenho que ir buscar. E depois de atirar duas vezes não o trás até ao sofá e vem chorar porque vem chorar. E sobe para o meu colo e para o meu ombro e fica assim a chorar perto do ouvido. 

19022829_1745893715439047_443237193_o.jpg

Digam, que ser mãe de ser vivos de 4 patas, não tem o seu quê.

 

Bom fim de semana! Aproveitem parece que vai estar bom tempo!

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

 

 

O que eu gosto não são macacos!!!

Olá! Chamo-me Sofia, tenho 28 anos, tirei o mestrado em Ecologia,mas infelizmente não arranjei trabalho na minha área e agora sou técnica de contabilidade, tenho problemas de ansiedade, já fui operada a um neuroma de morton e sofro muito de cólicas. Adoro animais, sempre tive animais na minha vida. Os meus gostos sou variados, gosto muito de artes manuais como bordados, ponto cruz, aguarela, ler, passear, jardinar. Gosto de anime, mangas, livros de fantasia, de jogar RPG e jogos de tabuleiro, e colecciono figuras.

 

Provavelmente se isto fosse uma apresentação nalgum encontro, de certeza absoluta que alguém ia dizer " Com esta idade e gosta de macacos!?".  Não era o ter estudado 5 anos para uma coisa e  não ter arranjado trabalho, não era os problemas de saúde, ou até ter gostos normais (para a escala da sociedade em geral). Não, a problemática estaria no eu gostar de "macacos". É algo com que me debato porque não acho que seja um julgamento justo. Já fiquei mais vezes frustada principalmente no meu local de trabalho uma vez que é onde mais passo horas por dia, mas agora já consigo lidar melhor. Contudo acontece-me em vários locais e não só a mim. Embora a pop culure esteja a ganhar terreno em Portugal, como no Mundo, a verdade é que ainda existe a mentalidade que é coisa de criança e é gasto de tempo e de dinheiro. Que nos podia dar para pior com esta idade. E esta opinião mal formada, não é uma coisa geracional, ou seja, não são as gerações antigas que só acham isso. Gerações iguais à minha ou posteriores, são constituidas por muitas pessoas que opinam esse facto.

 

Pois vou dizer: o que eu gosto não são "macacos"! Aliás, gostava de tentassem experimentar um jogo de tabuleiro como o Armada, em que é preciso ter bastante estratatégia militar, ou o Arkham Horror em que é preciso ter agileza  para conseguir ganhar o jogo, evento raríssimo. Decorar as regras todas, que levam cerca de meia hora para ensinar e outra para conseguir assimilar a maior parte. Gostaria que tentassem ler o "O Senhor dos Anéis" ou a "Guerra dos Mundos" e mesmo " A Guerra dos Tronos". Que vissem o "Grave of the fireflies" esse filme de "desenhos animados" e chegar ao final não ficar com o estômago apertado. 

O facto de parecer "bonecada" não faz de nós infantis e nada inteligentes. De facto seria o contrário. É preciso ter um grau de abstração para conseguir entender a complexidade de várias coisas, como as mensagens por trás das histórias, criar estratégias e planos e conseguir adapta-las às mudanças rápidas. E isso não faz de mim menos competente no trabalho. Eu tenho que passar o dia à frente de um PC, olhar para números, faturar, lidar com clientes, lidar com colegas de trabalho, verificar processos, lidar com pessoal  do banco, e, como senão bastasse isso tudo, tinha que chegar a casa e fazer algo que supostamente é mais normal como ver telenovela e ler revistas? Só porque já não tenho idade para "macacos".

C3cN9WYW8AEzkGY.jpg

 

Sabem o que vos digo? Cresçam e apareçam!

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

Madrid #2

Toledo é uma cidade que parou no tempo.

 

Mal entramos temos edificio e edificios históricos, publicidade de exposições sobre variadissimos assuntos como máquinas de torturas, catapultas, templários, etc. O clique dá se quando entramos mesmo no centro da cidade. Rodeada pela forteleza, o arco principal de entrada é como se fosse um portal para uns duzentos anos atrás. Edificio antigos, ruas estreitas, sinuosas, e que só os carros dos moradores podem entrar  e mesmo assim nalgumas delas nem todos os carros conseguem entrar. Já é a segunda vez que entramos lá e ainda assim há sempre ruas novas que encontramos e ainda assim conseguimos perder um pouco o sentido de orientação. Como senão bastasse tudo o que já disse, está cheia de lojas que vendem material material bélico: reproduções (ou mesmo produções verdadeiras) de espadas conhecidas, pistolas, armaduras, arcos e flechas, enfim toda uma panóplia de material à nossa disposição a maior parte que conseguimos facilmente reconhecer de um universo cinematográfico ou de um jogo.

 

Para além disso desta vez, finalmente, conseguimos visitar o museu do exército que está no Alcazar. O Alcazar é o edificio central de Toledo que existe desde a época pré romana, e  já foi um pálacio, uma prisão, uma forteleza, uma casa da misericórdia, academia militar e agora presentemente um museu. Já sobreviveu a 3 incêndios, 2 cercos, e vários abandonos tendo sido reconstruido várias vezes. E, de facto existem várias testemunhos dessas passagens do tempo.

 

IMG_3023.JPG

 

IMG_3026.JPG

 

IMG_3034.JPG

 

IMG_3036.JPG

 

IMG_3038.JPG

 

IMG_3072.JPG

 

IMG_3079.JPG

 

IMG_3091.JPG

 

IMG_3099.JPG

 

IMG_3110.JPG

 

IMG_3114.JPG

 

IMG_3126.JPG

 

IMG_3159.JPG

 

IMG_3161.JPG

 

IMG_3172.JPG

 

IMG_3179.JPG

 

IMG_3188.JPG

 

IMG_3195.JPG

 

IMG_3204.JPG

 

IMG_3275.JPG

 

IMG_3295.JPG

 

IMG_3296.JPG

 

IMG_3299.JPG

 SIm tem uma grande parte do museu só com fíguras miniaturas, e como se fazem e qual o significado delas na vidas das pessoas e do exércitio. E sim, a Jyn Erso aparece em imensas, fotos : é o reflexo da minha t-shirt. (ehehehe)

 

Têm que ir a Toledo para uma viagem ao passado! :) E, ver o Tejo em terreno espanhol, pois é o rio que passa naquela cidade.

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 


BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves, curiosa sem fim, 28 anos com muitas coisas que quero fazer. Ou estou no ginásio, ou na praia, ou em casa a ler um bom livro, ou a tratar das minhas plantas e animais. O “The Daily Miacis” é um reflexo meu.

thedailymiacis@gmail.com

@thedailymiacis

BLOG ON FACEBOOK

Some blog design Written by Joana

Mensagens

Copyright © The Daily Miacis