Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Daily Miacis

4 patas, muito pêlo e muito amor

Tenho 29 anos e não tenho filhos. Nem nunca pensei muito no assunto do filho que cresce dentro de nós durante 9 meses. (nem gosto de pensar: estudei isso e só de pensar nas mudanças que é para o corpo da mulher arrepio-me e não falo na questão estética, falo na questão biológica mesmo). São opcções.
Contudo eu não considero que não tenho filhos. Só não tenho filhos "convencionais".
Tenho 29 anos e nunca me vi sem um filho de 4 patas. 

26695694_2011677218860694_1067260064_o.jpgNão há nada como o amor de um animal, seja de duas patas e racional, como de 4 patas e irracional. Mesmo quando estive na faculdade não vivi sem animal. Tivemos uma gata chamada Marrie. Embora o nome escolhido para ela, era da gata da Disney, muito delicada e branca, a Marrie era o oposto: uma gata tartaruga que tinha tanto de feieza como de gostosura. Adorava aquela gata. Infelizmente já morreu, mas foi muito feliz no campo: livre era onde ela era feliz.

26732165_2011681768860239_911675044_o.jpg

Mas já tive um Alfie. Desde que me lembro que tive para aí dois gatos siameses Alfies; tive um Cocker chamado Joe; um cágado chamada Dundee; hamsters russos que não me lembro bem do nome deles porque mataram-se e fiquei traumatizada; um papagaio africano chamado Xico que era viciado em café; uma  cadela rafeirinha muito gorda chamada Xica; uma rotweiller resgatada depois de 3 meses em loja fechado numa jaula chamada Zara; um pastor alemão adoptado aos 5 anos porque o dono foi para a Inglaterra chamado Prince; um gato preto apanhado em pleno cemitério chamado Kiss; um gato cinzento deixado à porta da clinica veterinária com dias de vidas chamado Tom; um pastor alemão tresloucado chamado Nero; um gato goooooooordo laranja apanhado no meio da rua por crianças e que ninguém reclamou chamado Sam; uma gata com um feitio peculiar apanhada por mim no meio da mata, com pouco mais de uma semana chamada Copas; uma yorkie chamada Jennifer Lanosa Devil; uma furão precocemente morta por uma gata chamada Cleo; uma yorkie adoptada chamada Sansa, e um yorkie extremamente preguiçoso chamado Chewie; uma porca da India chamada Miss Piggy que deu à luz a um porquinho da India chamado Capitão Pata Negra. 


Entre muitos outros que posso não estar a referir agora.

26695086_2011682515526831_1901013816_o.jpg

26695955_2011683562193393_1316705702_o.jpg

 Tenho amor para todos, posso sofrer por causa disso, mas sofro mais quando os vejo sofrer. Não consigo imaginar o que é um animal só, a sofrer na rua, com fome e frio, depois de saber o que é o conforto de um lar. Sofro quando os ouço a gemer a de dor. Saio de caso e se puder, se passo por algum lado que tenha um doce ou presente, trago para eles. E cá em casa há sempre decisões a contar com eles. Ceia de Natal incluida. 

 

Sou assim e não quero mudar. Faz parte de mim. Posso ter a roupa com pêlos, passava melhor sem ter que limpar mais casa e os acidentes que acontecem como sem o peso na consciência quando não posso ajudar todos. E sem gastar tanto dinheiro é verdade. Mas ia ter um vazio dentro de mim, algo que está aqui, que me aquece, que me dá alegria. Não sei bem explicar como é, nem como começa e acaba, mas sem isso não sou eu. E não é só com estes animais que são fofinhos, com pelinhos, não. Sou assim para quase toda a criação, incluindo invertebrados, como insectos. Durante a minha tese de mestrado todos diziam que eu nesse ano ia fazer nada. Desde Setembro até Julho, quase todos os dias, estava eu, cedo,no laboratório a olhar por uma lupa microscópica para apanhar tardigrados e ovos, contar rotíferos e nemátodes. E ria-me sempre que passava um rotifero bdelloidea, a limpar o fundo do petri como se fosse uma máquina de limpeza de rua. Ficava por vezes derretida a ver um tardigrado a brincar com um pouco de musgo.

 

É um amor incondicional. Já para não falar que são bons para a ansiedade, não só pela questão emocional, mas porque a obrigação que temos para com eles é uma forma de não pensarmos no resto. Tenho que ir colocar o cão lá fora, tenho que limpar o chão, tenho que trocar a gaiola. Grão a grão, e vamos preenchendo a cabeça com isso. 

26772607_2011683845526698_1839117742_o.jpg

Por isso, recomendo-vos um filho de 4 patas. Vão ficar com a casa mudada, e mais suja nalguns casos, mas o coração bem mais cheio.

 

Sinceramente,

20099812_ua1Qu.png

 

Bitaite da Sexta #30

ceramics.png

Depois da azáfama que é o fim de ano, esta semana é quase como um recomeço. Mas em vez da sensação que temos ali em Setembro quando acaba o Verão, de alma quente e leve, aqui estamos cansados das corridas para esta casa, para este restaurante, para comprar esta prenda ou comida que falta, e estamos cheiinhos como um leitãozinho.

 

A chuva não ajuda nada pois não?

 

Ter que engrenar no ritmo depois de um mês um pouco diferente, custa. Por isso, e porque a semana que vem vai custar mais ainda depois de duas semanas só com 4 dias laborais, descansem e aproveitem bem o fim de semana. Eu vou colocar as leituras em dias, ver vídeos do Booktube. E quem sabe ainda vou ver se encontro nos saldos (mas só esse item nada de distração) um par de sapatilhas que no ginásio as que tenho estão quase novas mas tecnicamente não são muito boas, não me dá muito apoio no pé.

 

Bom fim de semana!

 

Sinceramente,

20099812_ua1Qu.png

 

Bullet Journal 2018

Em Dezembro, um dos meus objetivos do mês era preparar o bullet journal para 2018. Com experiência de dois anos, entre uma que não tinha quase nada no bullet, e no ano passado que tinha demasiados logs que quase nem olhava para eles, este ano consegui ver o que me fazia falta, e o que queria ser obrigada a sentir falta.

 

Gosto bastante deste método para organização diária, semanal e mensal. Mas quando procuramos ideias na internet como por exemplo pinterest, existe uma panóplia de opções e de ideias que se colocamos tudo por dia tinhamos que ter na própria agenda uma hora só para preencher tudo como deve ser. 

 

Então, depois de vários debates internos na minha cabeça, foram estas as páginas que ganharam lugar na minha agenda deste ano. Peço antes de tudo desculpa pelas fotos, mas já não tinha muita luz quando tirei estas fotos.

26540251_2004208032940946_93911274_o.jpg

 Comprei este caderno no Ikea, estava em promoção, vinham 3 cadernos deste tamanho que para mim é o ideal. Contudo eu andava à procura de um caderno estilo bloco de notas de jornalismo. Tive um assim comprado na Note It no meu ano do mestrado, tamanho A5 e nunca mais encontrei. Era prático para escrever. Fiz para cobrir uma bolsa de napa, para colocar o caderno na minha mala e não ficar com as pontas muito dobradas.

26513208_2004208069607609_880481143_o.jpg

26610732_2004207962940953_256613166_o.jpg

 A primeira página serve sempre para colocar as notas acerca dos símbolos que serão utilizados, como o indíce.

A segunda página é mesmo uma que quero preencher este ano. No ano passado tinha este log mas não prestei atenção nenhuma e penso que no final do ano deve dar um resultado engraçado.

26543173_2004207859607630_1307141189_o.jpg

26612983_2004207922940957_260801507_o.jpg

log  dos aniversários é necessário. O facebook ajuda muito a lembrar certas datas, mas das pessoas mais importantes gosto de ter comigo para me lembrar dos presentes a comprar. Logo de seguida está uma das minhas páginas favoritas, o log do ano em pixels. Basicamente é prencher cada dia com uma cor conforme correu. Este ano tenho menos categorias que no ano passado, que preenchi bastante este quadrado mas não preenchi sempre pois acabava por não me lembrar bem do dia não sabia bem em que categoria colocar porque podia estar em duas, e então simplifiquei. Penso que vai dar um efeito engraçado na mesma. É uma forma de ver como o ano vai fluindo muito gráfica, se forem como eu verão que os fim de semana costumam ter as cores mais felizes.

26610320_2004207882940961_369730459_o.jpg

26237019_2004207909607625_850041339_o.jpg

Lado a lado, tenho as datas para recordar, para guardar os dias cujas datas tem lembranças boas ou más para mim. E as poupanças dos objetivos que tenho.

26543186_2004207786274304_1181801747_o.jpg

26613833_2004207826274300_1184206650_o.jpg

Está tão colorida esta página! É o log para colocar os livros que já foram lidos, com o nome do livro do autor e a classificação que dei. E logo atrás tenho a lista dos livros que vou ler para o meu desafio #365diascompoirotemarple, indicando se já li e se já comprei.

 

26543463_2004207759607640_1599407697_o.jpg

26539906_2004207769607639_625115190_o.jpg

Estes log  são também meramente informativos, para eu me lembrar que séries ando a ver e onde fiquei. E que filmes já vi o trailer e me interessou, ou alguém recomendou, e quero ver.

26514063_2004207719607644_1959847642_o.jpg

Tenho um log com as metas para este ano, para ir riscando à medida que o ano passa e faço. Ou então só no final de 2018.

26610153_2004207562940993_1392707327_o.jpg

 

26513556_2004207556274327_49723533_o.jpg

 

26540705_2004207536274329_869737900_o.jpg

 Depois por mês, tenho um calendário com vista mensal, para mim e outro para o blog. Opto por este método dos sticks porque se acontecer de eu querer trocar a ordem de algum post, é só trocar o papel de lado e não tenho que riscar. Outro log que tenho por mês é um controlo dos hábitos e outras tarefas a cumprir.

 

Adicionalmente tenho por cada mês, umas folhas brancas para prencher com as tarefas que tenho de cumprir por semana e o future log.

 

E vocês, que log tem na vossa agenda? Usam bullet journal?

 

Sinceramente,

20099812_ua1Qu.png

 

 

METAS JANEIRO

Metas Janeiro.png

Oh Janeiro, como queria gostar de ti. Mas depois de toda a emoção no final do ano, os teus dias tornam-se tão monotónos, desgatados pela ansiedade extrema de um novo ano na primeira semana e depois pela pressa para acabares depressa, para entrar Fevereiro com um pseudo feriado e um mês um pouco mais pequeno.

 

Contudo este ano, esperamos, porque isto já foi adiantado muitas vezes, que vens com alguma emoção e trabalho pelo meio. O escritório vai estar pronto e vamos decorar o nosso canto. Finalmente o meu cantinho de leitura vai estar por lá.

 

Logo no inicio de Janeiro, começa o meu projeto 365 dias com Poirot e Marple. Estou entusiasmada e espero manter o ritmo de leitura. 

 

Vai ser o segundo mês de ginásio, que me está a custar milhentos colocar os musculos a trabalhar ao ritmo que tinha quando parei. Mas inacreditavelmente, a minha resistência no cardio, mantem-se.

 

As metas neste mês longíssimo são:

  • Comprar móveis e decorar o escritório
  • Informar-me acerca de tratamentos dermatológicos para o acne
  • Começar o projeto 365 dias com Poirot e Marple
  • Re-começar a dieta alimentar para pelo menos não ficar um marshmallow andante
  • Acabar a colecção de selos  do Continente para os peluches Star Wars
  • Se houver neve perto, dar um pulo. 

Nao tenho muitas metas para este mês mas já ocupam bastante tempo.

 

E vocês, que contam fazer em Janeiro?

 

Sinceramente,

20099812_ua1Qu.png

 

 

 

 

 

 

 


BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves. 29 anos. Curiosa sem fim, exploradora de livros, advogada de boa comida, gestora de estados ansioliticos, caçadora de sonhos, escriba escrava da palavras da minha cabeça, pajem dos meus animais.

thedailymiacis@gmail.com

@thedailymiacis

BLOG ON FACEBOOK

CLUBE LEITURA COMPANHIA DA TINTA


Some blog design Written by Joana

Mensagens

Copyright © The Daily Miacis