Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Daily Miacis

Matine #16

É só de mim, que geralmente o mês de Janeiro custa a passar, mas este parece que voou? E como sempre quase que não vi o que queria, mas consegui ver outros filmes. As séries, foram todas e mais algumas. Aqui vamos!

 

Conan the Barbarian (2011) 

Conan-the-Barbarian-2011-Hindi-Dubbed-Movie-Watch-

 

 

É um filme de acção com alguma brutalidade, e fantasia. A história nem é muito complicada em si, as personagens são bem simples. A fotografia e os efeitos não são assim nada demais. E entendi então porque este retorno de uma saga tão conhecida, não teve o sucesso que têm tido os mais recentes. No entanto não é um filme de todo descabido. Temos lá o six-pack do Mamoa, sempre presente, temos um vilão que mata tudo e todos, e quer roubar uma rapariga para fazer algo mau. E o Mamoa claro, mesmo que isso não faça parte dos planos dele, vai salvar o dia. É um típico filme de acção, sem grande tcharam. Bom para um domingo à tarde!  

 

The Last Witch Hunter (2015)

Screen-Shot-2015-09-17-at-12.57.43-PM.png

Como hei-de dizer isto? Eu só gosto do Vin Diesel nas Crónicas de Riddick. Tive que ver o Fast & Furious 7 porque ganhei bilhetes com os M&M's, e fui pelos presentes,não pelo filme. Já não posso com a música do It's been a long time... without you my friend (até porque me faz lembrar uma altura má do ano passado), e deu-ma-livre de ver mais um "The Pacifier". Por isso vi este filme com um pé atrás. Mas supreendentemente, surpreendeu-me! Gostei do twist na visão das bruxas. Uma coisa mais natural e contida. Não são todas all powerfull. Gostei do seguimento da história, acho que bastante conciso. O Elijah Wood, é que, pronto, achei que estava ali um pouco a mais. E, embora tenha gostado muito do papel dela, não conseguia deixar de olhar para a Rose Leslie e ouvir "You know nothing, Jon Snow". Aconselho este filme, para quem gosta de fantasia e aventura, e da temática bruxas. 

 

 

Séries:

  • The Expanse : Dos primeiros episódios gostei bastante. É uma história de ficção cientifica, com uma base cientifica bastante pertinente. Acho que está bastante correta, se um dia chegarmos a expandir para outros planetas no nosso sistema. Conta a história daqui a uns anos, em que nós já colonizamos a Lua, Marte e um asteróide da Cintura. Está tão detalhada a ponto de as gerações que já nasceram e cresceram nesses planetas como os que vivem no asteróide, já apresentam diferenças no crescimento, porque a gravidade, uma coisa tão simples e invisivel, como é diferente, então o nosso corpo tem comportamentos diferente. A intriga de uma eminente guerra entre Marte e os aliados Terra e Lua, está no ar, e qualquer faísca pode depoletar um acto de ataque. Penso que tem material para uma boa série de ficção-cientifica.
  • Agente Carter T2 : A Agent Carter voltou de uma forma um pouco forçada penso eu. A mudança para o outro lado da América, acho que foi demasiado abrupta, e criou-se uma história totalmente fora da temporada anterior, que penso que causou-me uma certa indigestão. Mas pode ser que ao longo da temporada, haja uns retoques e a coisa volte ao sabor da temporada anterior. 
  • The Shannara Chronicles: Uma série de fantasia, completamente, que colei logo com o primeiro episódio. Embora ainda continue a pensar que falta explicar o contexto do mundo, o plot está bastante engraçado. É  um mundo de fantasia: temos elfos, anões, trolls, e afins. E temos demónios, que foram expulsos do mundo, guardados por uma senhora árvore, que está a morrer. E é aí que a história começa, uma princesa que tem se de tornar numa guerreira e protectora, um meio elfo que descobre que afinal tem mais destino do que queria, e um druida, oh um senhor druida, que acordou do seu sono, para salvar o Mundo. Parece demasiado simples, mas está bem engraçada a história.E se gostam deste tipo de ambiente, recomendo! 
  • X-Files Re Opened: Vou ser sincera, o primeiro episódio desiludiu-me! Quer dizer desvendar tudo assim à descarada? Embora tenha gostado da conclusão que o Mulder tirou, e que vai ser a premissa para a season, foi demasiado abrupta para o primeiro episódio. No entanto o segundo episódio, já alcançou o antigo espirito X-Files: parece tudo um caso fora deste mundo, mas afinal é tudo comandado por outra pessoa.
  • Galavant T2: Como me tinha esquecido que este série tinha voltado? Tem música, tem Galavant, tem amor, tem Galavant, tem humor, tem Galavant,  e tem coisas estúpidas. Vê-se rápido, ri-se bastante. 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

 

Coral Blossom Chick & Lips da Me Me Me

IMG_1541.JPG

 

IMG_1542.JPG

 

Quando vi este produto para ser usado como blush, na casa de uma amiga minha fiquei com o pé atrás. A cor, o facto de ser líquido, o meu primeiro pensamento foi "vou sair daqui que nem uma boneca de porcelana". Não podia estar mais enganada. O efeito final é tão natural, senão abusarmos obviamente, que tornou-se dos meus blushs favoritos. 

Chama-se Coral Blossom da Me Me Me, e é dos produtos que não falha na minha maquilhagem diária. Ainda não vi à venda em lojas em Portugal, no entanto já vi a sair em Secret Bags, acho que já compraram na Claire's, mas eu comprei nuns saldos da Argent MakeUp.

O facto de a textura ser líquida mas grossa, ao espalhar com ajuda de um pincel de blush, torna a cor que parece tão forte, num tom muito mais natural. Embora diga coral, para mim o resultado final parece mais um pêssego, que em peles claras acho que fica perfeitamente. Mais  adendo que a durabilidade é impecável. Coloco de manhã e ao final da tarde ainda tenho as minha "rosy cheeks".

 

O único mal é que esta marca testa em animais, que para mim é um contra enorme. Portanto embora adore este produto na minha consciência não consigo usar um produto que é testado em animais. Assim a minha pesquisa por um blush líquido com esta tonalidade natural, continua. 

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

Sérum Skin Trainer da Kiko Cosmetics

IMG_1547.JPG

 Perto do Natal, a Kiko estava com os promoções muito boas e aproveitei para comprar este Sérum, porque estava a precisar de um. Sentia a pele ressequida, mal tratada, e o meu creme não chegava. 

 

O Skin Trainer, é um sérum para qualquer tipo de pele, para qualquer idade. Como o próprio nome indica, o objetivo é "treinar"  a pele, para se manter jovem, aumentando a hidratação e diminuindo o tamanho da ruga. Para este objetivo ser cumprido, conta na sua composição com vários ingredientes, como shea butter, ácido salicílico, creatinina, colesterol, ácido hialurónico,e ácido lactobiônico.

 

O produto é mais grosso que o normal dos sérums, mas a textura permite que espalhe rapidamente ao longo da pele, e que seja rapidamente absorvido. O que eu vejo é que mal coloco, a minha pele fica logo com um toque aveludado, e com a luminosidade correta: quando digo correta é que nos sitios que brilham mais não brilha tanto, e e nos sitios que um pouco de brilho não fazia mal, ele dá um pouco de luz. Também sinto, que as minhas rugas de expressão amenizaram, noto principalmente perto da zona dos olhos e na testa. E que a minha pele está mais hidratada. Gosto principalmente de o colocar antes do meu creme, antes de aplicar a maquilhagem. Sinto que a minha pele não é tão agredida, e como tenho me maquilhado quase todos os dias, ainda não tive nenhuma reacção. E foi graças a este pequeno serúm, porque só o meu creme não estava a chegar.

IMG_1549.JPG

 

Já estou a colocar há quase um mês e acho que ainda nem a meio do produto vou, pelo menos ainda não vejo o nível. O que é bom sinal, porque no geral este produto é bom competindo em termos técnicos quase com as marcas mais caras. Mas o preço não é o mesmo. Se procuram algo deste género, aconselho-vos a dar um pulo à Kiko.

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

Fit me! da Maybelline New York

Tendo aparecido a necessidade de me maquilhar todos os dias e melhor, procurei por uma base liquida, que já não tinha há dois anos. E depois de pesquisar um pouco sobre bases liquidas drugstore, deparei-me com esta. E resolvi experimentar.

 

IMG_1461.JPG

 A Fit Me! da Maybelline, compreende uma linha que tem base liquidas, de pó e corretor. Como já tinha os dois últimos, comprei só mesmo a liquída. O tom que escolhi foi o 210 - Sandy Beige porque achei que o único abaixo ia-me fazer a pele muito clara. Mas honestamente, acho que este tom também não é o meu tom natural, e fico um pouco artificial. A minha cara fica com um tom amarelado acentuado. No entanto, senão colocar muita base, consigo disfarçar bem. Esta base tem uma textura bastante "maléavel" no sentido que espalha facilmente, homegeiniza a pele num tom moderado, e tem um certo grau de hidratação. Não é o topo, topo de base liquida. Por exemplo, marcas de acnes, que eu costumo ter algumas, não disfarça. Logo tenho que conciliar com o meu corretor da Clinique, que falarei no futuro. 

Quem tem pele oleosa/mista, tem que, nas zonas brilhantes completar com a  base em pó, que no meu caso ajuda a disfarçar também um pouco o tom demasiado amarelado. Tem  um fator de protecção de 18.

 

Pros:

  • A textura permite equilibrar bem a quantidade pelo rosto.
  • Cobre de uma forma natural.
  •  Fator de protecção.

 

Contras:

  • Não tapa as manchas de acne. 
  • Poucos tons de escolha.

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 


BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves, curiosa sem fim, 28 anos com muitas coisas que quero fazer. Ou estou no ginásio, ou na praia, ou em casa a ler um bom livro, ou a tratar das minhas plantas e animais. O “The Daily Miacis” é um reflexo meu.

thedailymiacis@gmail.com

@thedailymiacis

BLOG ON FACEBOOK

Some blog design Written by Joana

Mensagens

Copyright © The Daily Miacis