Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Daily Miacis

O que tenho lido #9

 

 

Este livro, era daqueles que literalmente, à muitos anos, queria ler. Mas sempre adiei, e adiei, e adiei. Até que arranjei esta edição, era Natal, e pensei, é agora mesmo que vou ler. Era quase como o livro me chamasse. O que é irónico tendo em conta este livro.

 

É uma história acerca de um livro de uma história que fala acerca da própria história.Estou a falar de "História Interminável" de Michael Ende.

 

Bastian Baltasar Bux, é um rapaz cuja vida estava parada. A sua mãe havia morrido, e embora tivesse saudades e triste, o que o deixava desamparado era a falta de interesse do pai pela sua vida e os problemas na escola. Aborrecia-se na escola, sofria de bullying e por isso refugiava-se nos livros e na fantasia. Um dia, ao fugir de 3 miúdos, esconde-se num alfarrabista, que perceberemos mais à frente que não é tão insignificante quanto isso (mas isso é outra história, como acontece muito ao longo deste livro). Nessa loja Bastian sente-se atraído por um livro. E leva-o "emprestado", escondendo-se no sotão da escola para o ler e para uma nova fase da vida dele: ele vai ficar para sempre escondido no sotão porque mais ninguém senteria a falta dele e não queria mais nada.

 

Começa a ler assim a história, e começamos a ver aos poucos um paralelismo da história com a vida de Bastian e mesmo algumas menções a ...Bastian. Sim, a história ia se modificando para o Bastian, até que Bastian, salta para a própria história.

 

É um livro com uma história daquelas mágicas, enternecedoras, que apela aos nossos melhores sentimentos. Fala do sonho que a maior parte dos leitores tem, fala da força de vontade, fala dos verdadeiros desejos, da amizade, do auto conhecimento. Tudo pela viagem de um rapaz num mundo que ele podia construir à sua vontade.

A minha edição, como várias penso eu, tem dois tipos de letras: uma verde e uma vermelha. Uma corresponde à história na Fantasia e outra, à história da "vida real" de Bastian. Temos um capitulo cada um representado por uma letra que é a letra inicial da história, e estão por ordem do abecedário. 
É uma leitura fácil, gráfica, que facilmente conseguimos entrar na história e sentir o vento no cabelo quando voamos no dragão da sorte, conseguimos sentir o cheiro nefasto dos Pantanos quando o cavalo de Atreyu se deixa ir. E concluimos que Fantasia, é o mundo que todos nós temos, que construimos desde que somos crianças, e que muitos nos esquecemos pelo caminho. Mas penso que é a mensagem deste livro, que Fantasia faz parte de nós e nunca nos devemos esquecer pois os sonhos, a esperança fazem aprte de nós e tornan-nos mais ricos. Percorremos várias personagens, e várias experiências, que embora possam ser vistas com olhos de crianças, não deixam de ser os sentimentos bases de todos nós, humanos. Penso que este livro é um bom diálogo entre nós e os nossos sentimentos mais puros. Tudo pelo olhos de uma criança.

Fantasia é de todos e é nossa e é nós. 

 

Sinceramente,

20099812_ua1Qu.png

 

5 comentários

Comentar post


BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves. 29 anos. Curiosa sem fim, exploradora de livros, advogada de boa comida, gestora de estados ansioliticos, caçadora de sonhos, escriba escrava da palavras da minha cabeça, pajem dos meus animais.

thedailymiacis@gmail.com

@thedailymiacis

BLOG ON FACEBOOK

CLUBE LEITURA COMPANHIA DA TINTA


Some blog design Written by Joana

Copyright © The Daily Miacis