Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Daily Miacis

Back to the origins

A semana passada foi outra semana complicada, poderei dizer que bati quase no fundo. Para além da ansiedade ter aumentado tive um problema com um familiar e fiquei em choque e custou a passar. Mas cá estou, novamente operacional. 

 

Mas por bem que esteja, estou sempre a pensar " E agora?". Ando num momento de retro-inspecção. 

 

Estou num momento da minha vida que muitos dirão "É a vida de crescido". Mas, então penso para que nascemos. Estou num momento da minha vida em que perdi muitos dos meus sonhos e tenho medo de agarrar os poucos que tenho porque, o receio de me desiludir de novo é tão grande, que nem sequer tento. Não é o trabalho que me assusta, é mesmo fazer o caminho todo e chegar ao final, e mais uma vez me fecharem uma porta. E e esse "barulho" da porta a fechar que me trás pânico.

Depois penso, há mais do que isto. Há mais Sofia que isto. E vejo tantos exemplos de pessoas que lhe foram fechadas portas sem fim, e continuaram. Sim perdi os meus sonhos, sim sei que muitos ficarão para sempre fechados numa gaveta intutilada " E se?", porque só ocorrerão se eu vivesse num universo da Marvel e existessem quinhentas mil Terras devidos aos quinhentos mil universos alternativos, e num deles eu era o que eu queria ser. 

 

E então, nestes ultimos dias,enquanto aos poucos a minha alma e corpo vão recuperando, quando paro e olho para mim, levanto a cabeça e penso" Onde está aquela Sofia? Aquela que não queria saber do que poderia vir e que poderá ser? Aquela que com um pequeno pedaço de pau podia mudar mundo? Há quantos anos não a vejo?". E comecei a refletir no que se tem passado nestes ultimos anos e vejo que muito mudou. E muita coisa foi um pouco "porque somos crescidos ai e tal e coisa tem que ser". Mas porque? 

 

Hoje, hoje mesmo, bato com o pé no chão e digo "Não". Digo não a fazer aquilo que é suposto só porque. Digo sim ao que era de antes: a Sofia que não queria saber, e seguia os intintos não interessava o quê. 

Assim, hoje resolvo voltar às origens. Resolvo voltar ao que era. E aos pequenos passos, vou voltar a crescer. Vou voltar aos poucos fazer aquilo que sou eu, fazer aquilo que me dá prazer mesmo que implique tudo e nada. 

 

E depois desta entrada tão melancólica, espero que esteja tudo bem com vocês e me aguardem! Quem eu vou voltar por aqui! O blog pode mudar um pouco mas a Sofia vai ser a Sofia :D

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

Hotel do Minho - A Spa Day

Nos meus anos, tive direito a uma couple massage no Hotel do Minho, em Vila Nova de Cerveira. Foi... a melhor prenda de sempre!!!!!

hotel-minho-entrada-769-26a93dc98e16d79fd73c6853eb

Primeiro o hotel é lindo. Linhas rectas e simples, organizado e limpo, o staff impecável! Os quartos básicos estão bem equipados. Tem uma  banheira no quarto de banho espaçosa, e mantinhas na cama. Como tinhamos o pack do couple massage, tivemos direito a fruta da época e um espumante no quarto. Para além disso ofereceram robes para ir para o Spa.

 

hotel-do-minho-vila-mea-021.jpg

 

hotel-do-minho-vila-mea-022.jpg

 

spa-3-1f322d27145565625b0f18ccc9bf944e.jpg

 O Spa tem uma decoração que me faz lembrar os spas nórdicos. Estrados de madeira, decoração simples e orgânica. O circuito de águas era o máximo! Tinha uma piscina para lazer e com jatos para as costas, ao lado um jacuzir com as saidas de bolhas nos locais normais, mas, tinha para além disso, uma cama de metal inserida na piscina para nos deitarmos e sentirmos as bolhas ao longo do corpo todo. Tinha também, um banho de sensações (quente e frio), sauna e turco, e banho vichy. Tudo limpo e em boas condições!

Enquanto faziamos tempo no circuito de águas, chamaram-nos para a nossa massagem. E a sequência é toda repensada. Perguntaram-nos se tinhamos de ir ao WC, se queriamos beber água. Depois colocoram-nos num quarto com umas camas de colchões tal e qual como os japoneses, a relaxar uns 5 minutos e chamaram-nos para o quarto da massagem. Ofereceram-nos uma massagem esfoliante aos pés, e depois foi a vez da massagem. Di-vi-nal! Não tenho palavras! Foi uma massagem ao corpo todo, com atenção aos meriadianos no corpo, nos locais de pressão. Uma hora de massagem. E depois no final, muito calmamente perguntaram nos se estavamos bem, deixaram nos descansar o tempo que quisemos e levaram nos para um quarto de relaxamento para beber chá. 

 

Penso que todos nós merecemos uma sessão de paz e descanso, para tratar de nós. E aconselho vivamente a irem ao Hotel do Minho! O pack que tive direito, incluia o circuito de água, a massagem para dois de corpo inteiro, uma noite no Hotel, com direito  a pequeno almoço. E o preço não foi nada por aí além! Aconselho!

 Fonte imagens : Site Hotel do Minho

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

 

Halloween 2015

Sei bem que não é uma tradição nossa, pelo menos como é celebrado pelos "States". Mas a verdade é que esta tradição, começou com os celtas, que passaram por Portugal, e andaram cá pela zona. Nesta época do ano festejava-se em grandes grupos, boa comida e vinho resultantes das colheitas de um ano bom e pregava-se com esperanças para que depois da época de Inverno que se aproximava, que viesse mais um ano com boas colheitas. Era um festival de passagem, do solstício de Verão, uma época de fartura, para o solstício de Inverno, uma época pobre. Só mais tarde, é que depois com a religião católica deixou de ter significado, e passou-se a celebrar os dias dos santos, que foi graças ao Papa Gregório IV que decidiu que devia haver um dia para festeja todos os santos, ao invés do que se estava a fazer que era um dia para cada santo. E como esta época já estava associada a altura do ano em que o limiar entre o mundos vivos e dos mortos era fino, estipulou-se que seria no dia 1 de Novembro. O Halloween na América, foi levada pela grande imigração Irlandesa, logo com ascendentes celtas. E a partir daí transformou-se no Halloween que conhecemos agora, muito mais comercial. Mas vamos admitir, é engraçado não é? Eu festejo com os amigos, porque é sempre bom festejar, e embora não seja preciso encontrar uma razão para se estar juntos, é sempre engraçado festejar algo.

Daí, tentamos sempre fazer um banquete, ao nivel dos americanos. Não chegamos aos pés deles é verdade, porque nem temos metade do fornecimentos nos nosso supermercados. Mas  com muita pesquisa e imaginação, conseguimos fazer algo parecido.

IMG_1010 - Copy IMG_1011 IMG_1012 IMG_1013 IMG_1016 IMG_1008 IMG_1009

Eu fui de Wicked Witch of the West ligh version. Primeiro porque não queria pintar a cara toda de verde (tinha medo de ficar com alergia) e segundo, porque não queria estar a comprar tinta facial hipoalergénica só para umas horas. Aqui usei pela primeira o eyeliner da Make B Universe da Boticário, que realmente é muito prático para quem não tinha muito jeito a colocar eyeliner, que era o meu caso. Mas, eu era uma versão também, em que tinha roubado os sapatos à Dorothy. Não tenho uma foto de corpo inteiro (burra...) mas tenho dos sapatos in making. Não estão fofos?

12193441_1144137318948026_6328680337944612148_nSinceramente,Sofia G.

Festas da Senhora da Agonia 2015

No rescaldo das festas da Senhora da Agonia, a cidade foi limpa pelo mau tempo. A cidade que nestes dias encheu-se de gente, cor e música, mas também muito lixo, foi limpa pela chuva que teimou em vir e ficar. A chuva prejudicou algumas actividades como a procissão de terra, mas ainda assim houve a famosa serenata de fogo de artifício, que termina sempre com a frase "Viana é Amor" na ponte Eiffel. Acabei as festas cansada, mas sempre com um sorriso na cara independentemente do que tenha corrido mal.

Este ano em teoria a organização ia ser mais exigente no que toca a rigor no trajar. Na mordomia, obrigaram a levar fotos, telefonaram a dizer o que estava mal trajado, foi sempre colocada a questão do ouro, nada de "babete", de forma a que os cordões e colares saíssem sempre do pescoço (que é o sitio de qualquer colar!). Depois no cortejo também houve alguma complicação, embora mais leve. No dia da mordomia, limparam maquilhagem ajeitarem aventais, mas ainda assim havia o famoso verniz de gel que é uma coisa muito tradicional, havia o rimel ou mesmo a pestana postiça, havia o risco no olho. Mas pior ainda é mesmo no cortejo, as misturas de trajes tradicionais que para mim é uma abominação do valor etnográfico do traje vianense. Na mordomia, ouvi uma senhora da organização a dizer " mas que estamos nós aqui a fazer aqui se vocês não obedecem?" sendo que colocou esta questão porque só queriam algumas pessoas a ouvir o presidente da câmara. Mas a organização que sei que têm muito trabalho e tem que se louvar esse trabalho, tem que pensar no valor da tradição que é o cerne desta festa.E eu penso se uma formasimples: está mal não vai.

Mas tirando estas questões que eu considero todos os anos, e já nem ligo porque, é perca de tempo para mim (mas eu sou assim um pouco para o ranhosa) a festa é sempre boa, é sempre linda e é sempre alegria. As mulher vianenses que têm uma beleza única, cheias de brio, chieira e orgulho, desfilam pela cidade, seja no cortejo ou seja fora. É tempo de celebrar com os amigos e amizade, é tempo de celebrar os laços que ficam doirados com a festa. É tempo de festejar com a família que pode tomar várias formas. Muitos bombos, muitas gaitas e acordões, muitos ranchos e danças, muitas saias rodadas, muitos lenços, muito ouro, muito rir e celebração. Este ano para além da mordoma de festa do cartaz que era linda e simpática, tivemos como participante da festa a atriz e realizadora Melânia Gomes, que viveu em Viana alguns anos e veio revelar o seu lado vianense, também muito simpática!

Aqui deixo várias fotos, muitas comigo e com a Fairystyle, da mordomia e do cortejo. E caso tenham visto as reportagens da TVI eu apareci nas duas: tanto do cortejo como da mordomia (eu tenho que me gabar ehehehe).

DSC_0009 DSC_0041 DSC_0056_1 DSC_0561_1 DSC_0564_1 DSC_0593_1 DSC_0606_1 DSC_0611_1 DSC_0619_1 DSC_0650_1 DSC_0685_1 DSC_0707_1 DSC_0710_1 DSC_0733_1 DSC_0736_1 DSC_0771_1 DSC_0774_1 DSC_0805_1 DSC_0812_1 DSC_0852_1 DSC_0859_1 DSC_0860_1 DSC_0866_1 DSC_0889_1 DSC_0908_1 DSC_0927_1 DSC_0985_1DSC_0016_1E não podia faltar a foto do pézinho e a meiazinha! Para o ano que venham mais! E voltarei em Setembro nos esquemas normais do blog.Sinceramente,Sofia G.Imagens: da minha autoria, excepto as imagens marcadas, por isso caso queiram alguma imagem por favor, peçam antes, respeitando assim os direitos de autor.

BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves, curiosa sem fim, 28 anos com muitas coisas que quero fazer. Ou estou no ginásio, ou na praia, ou em casa a ler um bom livro, ou a tratar das minhas plantas e animais. O “The Daily Miacis” é um reflexo meu.

thedailymiacis@gmail.com

@thedailymiacis

BLOG ON FACEBOOK

Some blog design Written by Joana

Mensagens

Copyright © The Daily Miacis