Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Daily Miacis

METAS OUTUBRO

et this be an opportunity to reflect and prayfor a

Outubro é aquele mês que espero sempre que chegue. Setembro é uma época de passagem, em que acaba a ázafama do mês de Agosto, começa a limpar-se o que sobrou do Verão. É uma época em que ainda está calor mas o frio aparece de leve. Outubro é um mês que definitivamente marca, e muito mais para mim. Já estamos no Outono, e por muito que seja um ano anormal, as árvores já estão pintadas de amarelo e vermelho. No ar já paira um cheiro frio, e já nos agrada pensar chegar a casa vestir umas meias e pegar numa manta. Pensamos em comidas aconchegantes, e é a reta final de conservar para o Inverno o que o Verão deu de sobra. É a época das compotas, das castanhas, dos figos. 

 

E é o mês místico per se, é o mês das bruxas, do oculto, do sobrenatural. Cheira a misticismo quanto mais nos aproximamos do dia 31 e não é só porque as lojas já estão cheias de decoração.

 

Como senão bastasse tudo o que já disse, é o mês do meus anos. Faço anos mesmo ali no meio, que faz com que metade do mês penso ainda falta para os meus anos e na outra metade penso "carambas já tenho mais um, que se lixe vem aí o Halloween".

 

Este Outubro é especialmente importante para mim. Primeiro, é o último antes de entrar na casa dos -inta (sinto me idosa...). Segundo é muito importante porque vou começar outra fase do tratamento da ansiedade. Espero conseguir, espero passar vitoriosa nesta fase e conseguir começar a abater os kilos extra que ganhei.

 

Tendo isto em conta, para o mês de Outubro as minhas metas são:

  • Acabar o desafio Pottermania lançado pela página Marauders e a Claúdia de " A mulher que ama livros". 
  • Criar um excel para começar a rever bem as minhas poupanças.
  • Destralhar de vez a parte de cima da casa.
  • Ao entrar noutra fase do tratamento, tenho mesmo que começar a fazer mais yoga em casa.
  • Anotar as minhas ideias para a(s) história(s) que tenho.
  • Acabar as leituras para o clube de leitura e marcar o próximo encontro, da Companhia da Tinta.
  • Tirar o curso de bordados.
  • Ver as séries Outlander, The Orville, e Star Trek Discovery.
  • Festejar o Halloween como deve ser.
  • Tentar me divertir nos meus anos
  • Criar novas rubricas para o blog, e pensar na rubrica do Natal (se quiserem dar ideias sou toda ouvidos).

Espero conseguir cumprir as metas, algumas não tenho mesmo outra hipótese que não as cumprir.

 

Sinceramente,

20099812_ua1Qu.png

 

 

 

Bitaite da Sexta #15

14046162_1360930773935345_5832190889296584662_n.jp

Eu gosto das festas de Viana. Podem chamar-me parolinha, tolinha, não-tem-nada-que-fazer, que não quero saber. Faz parte de mim, está me no sangue. É um marco do ano como as outras tantas festividades anuais: está se à espera que chegue Agosto para os motivos tradicionais Vianenses estarem em todo lado, o ouro sair à rua, o vermelho e o azul vibrarem pela cidade inteira, e as ruas estarem cheias de gente. Sabemos que para nós é o final do Verão, o inicio de um novo ano não civil: é aquela época em que começa a escola, começamos no trabalho a ter a rotina normal em que estão todos a trabalhar e não há falta de gente por causa de férias, os emigrantes vão se embora, os dias já estão curtos e começa ligeiramente a cheirar a outono, o laranja a aparecer nas árvores e as comidas quentes a fazer parte dos nossos desejos.

Este ano estou a ver que não vou a nenhuma festa.... Como sempre a organização das festas tem de complicar e esquece que a festa é feita pelos Vianenses, o resto do pessoal vem porque gosta mas quem vive aquilo, quem participa e se sacrifica, são os Vianenses. Mas, todos os anos na inscrição para o cortejo é a mesma coisa: até fotos temos de levar dos fatos, e no meu caso como é o fato de domingar azul, tenho que levar sempre algo à minha custa. Nunca fui muito a favor, porque o fato já fui eu que comprei, o ouro fui eu que comprei e tenho o trabalho de todos os anos manter as coisas direitas, de me arranjar como deve ser para o cortejo e estou horas a pés até o cortejo começar. Compro os bolos, ou levos flores porque não me custa muito. Mas este ano pelos vistos resolveram que devia levar peças de trajes de lavradeira. Sim, porque eu aqui em casa tropeço em peças de traje. Não sei o que fazer deles. Os acessórios /decoração do cortejo não é da responsabilidade da organização ? Aparentemente não.

Eu até podia dizer que sim e no dia chegar lá, fazer me de sonsa que enfiavam-me em algum lado. Como podia não me dar ao trabalho de esconder a tatuagem, ou de tirar o verniz das unhas, de não me maquilhar, porque como outras tantas, passava. Ou não, porque já vi muita hipocrisia como meninas não irem no cortejo pela mera hipotese de se ver uma pulseira, mas a mulher de x pessoa importante em Viana podia ir com baton até nos dentes na fileira da frente de um quadro porque não havia problema.

 

É isto meus senhores. Posso ir como não posso. Custa me dizer que não vou porque é dizer não a uma tradição mas a raiva é tanta que me dá vontade de mandar todos passear.

 

Bom fim de semana minha gente!

SInceramente,

Assinatura.png

 

Fula avec les avecs!

Não me venham dizer que isto é enraizado, que é descriminação, ou o raio que parta.

 

Chega esta altura do ano é o inferno. Eles invadem a nossa estrada, com os seus carros cheios de cruzes da ordem de cristo ou da federação de futebol portuguesa, com os seus tenis nikes, meias e camisolas cavas brancas, alguns até com tatuagens com os mesmo simbolos que têm no seu carro, e muitos não sabem falar português.

 

E depois vêm fazer o que não fazem na terra deles: que é parar no meio da estrada, ou acelarar como senão houvesse mais ninguém na estrada; deitar lixo para o chão; soltar o petit chien que tem mais ego que um são bernardo na praia, para ladrar estridentemente a toda a gente que passar, e depois de comer qualquer coisa sem ninguém reparar e vai para o veterinário porque "se esgromitou todo".

 

Ouçam não é racismo, nem nada parecido. A minha familia já foi emigrou para Franças muitos anos, e ainda tenho muitos familiares que só vêm cá nesta altura do ano. Mas ao ritmo portugues! Ou seja se estás em Portugal, vives como um português ( e falas como tal...)!

 

Porquê isto hoje? Ora podia ser qualquer dia, mas os meus vizinhos que só cá estão nesta altura do ano, resolveram hoje as 5h30 da manhã abrir e fechar o portal. Não, não sairam de férias para outro sitio, simplesmente acordaram e abriram o portão. Senão é as 5h30, é as 6h30, e valha nos deuses senão está tempo de praia porque depois ficam na garagem a falar alto, a gritar "PEPITAAA" que é o petit chien deles, e já passou a fase das crianças aos berros e das obras. Não estou a exagerar quando vos digo que as minhas lembranças de miúda, com 6, 7 anos até aos 12, 13, era nas férias acordar com o vizinho a martelar as 7h30 da manhã porque todos OS SANTOS ANOS tinha obras a fazer..... E agora tem o jardim cheio de erva seca, que se faço queixa à polícia a coisa não lhe ia correr bem. Mas como ele já é flor que não se cheire, eu só rezo mesmo é para que: cheguem as minhas férias para ir para o Algarve!

b3f8b1c2284c41f802ec2d5da28edc9af9eacc9b7c677957b4

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 


BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves, curiosa sem fim, 28 anos com muitas coisas que quero fazer. Ou estou no ginásio, ou na praia, ou em casa a ler um bom livro, ou a tratar das minhas plantas e animais. O “The Daily Miacis” é um reflexo meu.

thedailymiacis@gmail.com

@thedailymiacis

BLOG ON FACEBOOK

CLUBE LEITURA COMPANHIA DA TINTA

Parceria


Some blog design Written by Joana

Mensagens

Copyright © The Daily Miacis