Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Daily Miacis

Prenúncia do Norte - Crónica de uma ida à praia

Já dizia a música dos GNR, que é a prenúncia do Norte, há um prenúncio de morte de cada vez que é feriado ou fim de semana. Porquê? Sai uma pessoa de casa toda contente, e em 5 minutos de carro muda logo o caso de figura. Sim estou a falar de  fazer praia cá no Norte. 

 

Que não digam que cá no Norte não somos gente rija. É preciso gostar mesmo de praia. Vamos dissecar isto:

 

  • Sair de casa porque em terra está um calor abrasador, quase nenhuma brisa. Estamos  entre 2 a 5 km's de distancia da praia, e portanto o caso não pode muito mudar de figura. Até que  nos aproximamos, começamos a ver os carneirinhos no mar, ou seja o mar está bravo. Mas isso não nos tira a esperança! Qual quê! Começamos a ver as plantas nas dunas a ceder ao vento. Mas é uma brisa.
  • Estacionamos, saimos mas nunca sem pegar no corta vento e no guarda sol que não podemos ter muito amor a ele porque, realmente, a probabilidade de ele sair voado com o vento é alguma.
  • Chegamos a praia. O doce cheio a maresia. Inspiramos fundo e .... entram uns quantos grão de areia pelo nariz acime. É aquela brisa que falava há pouco que levanta a areia. Mas é bom, porque temos uma sessão de esfoliação de corpo inteira, for free!
  • E, depois de tudo colocado: corta vento martelado com pedras para ficar bem preso, toda uma estratégia para colocar aquilo de forma a cortar o vento bem da direcção de onde vem, e fazer uma curva para só termos calor onde estão as toalhas. Toalhas estendidas, tirar a roupa (e um arrepio por vez na pele), e toca a ir à água. É aqui, é neste momento que temos de gostar mesmo de praia aqui no Norte, porque como senão bastasse tudo o que foi antes referido que nos testa realmente o quanto gostamos de praia, no Verão vem uma corrente de água fria do Norte que arrefece mais a àgua relativamente ao Inverno. E é todo um exercicio deveras interessante porque das duas uma: ou estamos com frio do vento e a água fria ainda nos arrepia mais, ou estamos com o corpo quente de esturricar na pequena estuda criada pelo corta vento e ao tocar naquela água fria é como água benta no corpo de um demónio. Começam a doer os ossos nas canelas da água gelada, e, o desafio final: colocar a cabeça debaixo de água.

19198442_1756489924379426_1624841454_n.jpg

 

Sim estou chateada: foi feriado ontem, tenho uma marca horrenda de um top de desporto nas costas e não há um dia em que não esteja a trabalhar e que a praia esteja decente!

 

Bom fim de semana!

Assinatura.png

 

O meu cão treina melhor que o teu!

Quem me segue sabe que eu tenho quatro gatos e dois cães completamente o oposto em tamanho (de feitio a coisa já é igual): Nero o pastor alemão, e Chewiebacca (Chewie para os amigos), o Yorkshire. 

O feitio é igual porque ambos são irrequietos (o pequeno corre como um campeão que tem desgaste nas almofadinhas), têm um feitio vincado, querendo isto dizer, que reclamam quando existe algo que não lhes agrada como pentear, adoram comer biscoitos e desfazer o jardim. São uns mimados, e querem ambos ser o centro das atenções. Fazem a vida negra aos gatos excepto à mais nova, a Copas, aquela pequenina que trouxe do meio do mato, mas que mantem, e muito bem, o respeito a este dois desordeiros.Ambos são loucos por jogar à bola.

 

O Nero desde pequeno que foi o meu companheiro de caminhadas/corridas. E ele adora! Principalmente na praia! O Chewie aí já não o levo porque embora ele quisesse, é bastante percurso para ele. 

19046706_1745894495438969_177241348_n.jpg

 

E porque digo que são óptimos treinadores, tanto para cardio como para musculação? Tentem correr com o Nero: não há coração e pulmões que aguentem os primeiros minutos quando sai da porta da casa. E mais, mesmo metros depois de já ter saido é eu já a morrer, ele puxa e desafia do género porque raio não corro eu mais. Ou que vos fuja como fugiu da última vez, não há treino de intensidade elevada igual a este.

 

O Chewie por seu lado é optimo para musculação e para treinar a meditação . Musculação porque para ele eu brincava infinitivamente ao "atira os bonecos". Bonecos esses que já foi criada uma Associação dos Veteranos Mutilados pelo Chewie, porque ele depois com a raiva desfá-los. Sabem aqueles 3 ratos do Ikea? O branco, o cinza e o castanho? Já não têm patas, nem orelhas, nem cauda, e um deles já nem olhos tem. Ou seja o meu braço direito está forte no que toca a lançamentos porque o Nero também treina um pouco, mas acabo por trabalhar mais o abdominal porque ele puxa a Kong dele mas com ele a coisa já é muito forte, porque não larga. 

 

Meditação? Porque em momentos como agora, em que estou a escrever este post no meu tempo de lazer e descanso, tenho um cão pequeno a chorar baixinho, e a ganir, como se fosse o ser vivo mais triste do mundo porque quer brincar comigo mas só com um boneco e caiu e eu tenho que ir buscar. E depois de atirar duas vezes não o trás até ao sofá e vem chorar porque vem chorar. E sobe para o meu colo e para o meu ombro e fica assim a chorar perto do ouvido. 

19022829_1745893715439047_443237193_o.jpg

Digam, que ser mãe de ser vivos de 4 patas, não tem o seu quê.

 

Bom fim de semana! Aproveitem parece que vai estar bom tempo!

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

 

 

Follow Friday #1

Hoje vou quebrar a minha regra de um post por dia e, vou entrar no Follow Friday.

 

Já tinha visto há bastante tempo este evento no blog sapo, e pensei "Realmente porque não mostrar os blogs que seguimos com carinho e gostamos?".

 

Hoje vou falar  daquela que me fez mudar para o Sapo e dando uns toques e ali para ajudar a construir um melhor blog. E que tem um blog que eu sigo afincadamente porque as aventuras dela não são aqui em Portugal mas na Suiça. Já sabem de quem falo? Da Heidiland, claro!

 

Vejam o blog dela porque para além de por vezes dar fome com as delicias que ela experimentar por terras nórdicas ou cozinha, tem fotos lindissimas dos sitios que ela visita!

 

Sinceramente

Assinatura.png

 

Quem nos rodeia

aa25a47e5c3d2b2bcb448e9d457b2e30.jpg

Ontem vi isto e fiquei a pensar. 

Não o meu problema é meu, é-me intrinseco. Mas, fiquei a pensar que de facto por vezes nos rodeamos de pessoas que nos "fazem mal" mas, por simpatia (ou interesse?) deixamo-nos. E por outro lado, temos aqueles que nos fazem tão bem mas que por vezes, pela vida de um momento para o outro nos largam e o mal acaba por ser pior.

Vou falar por mim, eu não sou uma pessoa de muitos amigos. Sou simpática, tento sempre agradar toda a gente (talvez muito do meu stress venha daí....), sociável no sentido de que não me ponho de lado, tento falar com as pessoas mas também não sou uma people person, não sou uma pessoa que consegue facilmente começar a falar com as pessoas e ser colega/amiga. Mas quando sou amiga, sou fiel como um cão. E sei que nem todos somos amigos à mesma medida. Mas a verdade é que já tive tantos "amigos" que, sabem aqueles com que nos identificamos tanto, aqueles com que saimos e temos tanto em comum, e outras coisas que nem por isso mas acordamos em discordar, aqueles em fazemos planos para o futuro. E depois de um momento para o outro somos um pedaço na memória deles. 

 

Já me aconteceu isto tantas vezes, ser descartada como se nada fosse que já me questionei: serei eu? Mas se sou eu, não me arrependo por eu acho que sou uma boa amiga e não faço nada de mal. As pessoas mudam e simplesmente descartam o que é mais fácil não sei. Hoje em dia já não tomo nada por certo. Tinha um pai de uma colega que dizia que só no momento em que fechamos os olhos é que vemos quem ao longo da nossa vida foi mesmo nosso amigo. Qaando ele me dizia aquilo eu dizia, que exagero é obvio que eu agora neste momento consigo ver que essa pessoa é minha amiga ou não. Nâo conseguia eu imaginar na roda vida que é a vida, quão fácil ela muda de lado e quão fácil as pessoas são descartáveis.

 

Tenhos amigos/conhecidos que mantenho e falo. E estão no meu coração. E tenho aqueles que já me desiludiram tanto que são uma boa memória que guardo, mas não são mais nada.

 

E agora pergunto-vos: será que estamos numa sociedade tão "fast food" que até as amizades são descartáveis? Aviso que eu aqui considero que o dia a dia vai passando, a vida muda. Mas o esforço será o mesmo?

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 


BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves, curiosa sem fim, 28 anos com muitas coisas que quero fazer. Ou estou no ginásio, ou na praia, ou em casa a ler um bom livro, ou a tratar das minhas plantas e animais. O “The Daily Miacis” é um reflexo meu.

thedailymiacis@gmail.com

@thedailymiacis

BLOG ON FACEBOOK

Some blog design Written by Joana

Mensagens

Copyright © The Daily Miacis