Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Daily Miacis

Bullet Journal 2018

Em Dezembro, um dos meus objetivos do mês era preparar o bullet journal para 2018. Com experiência de dois anos, entre uma que não tinha quase nada no bullet, e no ano passado que tinha demasiados logs que quase nem olhava para eles, este ano consegui ver o que me fazia falta, e o que queria ser obrigada a sentir falta.

 

Gosto bastante deste método para organização diária, semanal e mensal. Mas quando procuramos ideias na internet como por exemplo pinterest, existe uma panóplia de opções e de ideias que se colocamos tudo por dia tinhamos que ter na própria agenda uma hora só para preencher tudo como deve ser. 

 

Então, depois de vários debates internos na minha cabeça, foram estas as páginas que ganharam lugar na minha agenda deste ano. Peço antes de tudo desculpa pelas fotos, mas já não tinha muita luz quando tirei estas fotos.

26540251_2004208032940946_93911274_o.jpg

 Comprei este caderno no Ikea, estava em promoção, vinham 3 cadernos deste tamanho que para mim é o ideal. Contudo eu andava à procura de um caderno estilo bloco de notas de jornalismo. Tive um assim comprado na Note It no meu ano do mestrado, tamanho A5 e nunca mais encontrei. Era prático para escrever. Fiz para cobrir uma bolsa de napa, para colocar o caderno na minha mala e não ficar com as pontas muito dobradas.

26513208_2004208069607609_880481143_o.jpg

26610732_2004207962940953_256613166_o.jpg

 A primeira página serve sempre para colocar as notas acerca dos símbolos que serão utilizados, como o indíce.

A segunda página é mesmo uma que quero preencher este ano. No ano passado tinha este log mas não prestei atenção nenhuma e penso que no final do ano deve dar um resultado engraçado.

26543173_2004207859607630_1307141189_o.jpg

26612983_2004207922940957_260801507_o.jpg

log  dos aniversários é necessário. O facebook ajuda muito a lembrar certas datas, mas das pessoas mais importantes gosto de ter comigo para me lembrar dos presentes a comprar. Logo de seguida está uma das minhas páginas favoritas, o log do ano em pixels. Basicamente é prencher cada dia com uma cor conforme correu. Este ano tenho menos categorias que no ano passado, que preenchi bastante este quadrado mas não preenchi sempre pois acabava por não me lembrar bem do dia não sabia bem em que categoria colocar porque podia estar em duas, e então simplifiquei. Penso que vai dar um efeito engraçado na mesma. É uma forma de ver como o ano vai fluindo muito gráfica, se forem como eu verão que os fim de semana costumam ter as cores mais felizes.

26610320_2004207882940961_369730459_o.jpg

26237019_2004207909607625_850041339_o.jpg

Lado a lado, tenho as datas para recordar, para guardar os dias cujas datas tem lembranças boas ou más para mim. E as poupanças dos objetivos que tenho.

26543186_2004207786274304_1181801747_o.jpg

26613833_2004207826274300_1184206650_o.jpg

Está tão colorida esta página! É o log para colocar os livros que já foram lidos, com o nome do livro do autor e a classificação que dei. E logo atrás tenho a lista dos livros que vou ler para o meu desafio #365diascompoirotemarple, indicando se já li e se já comprei.

 

26543463_2004207759607640_1599407697_o.jpg

26539906_2004207769607639_625115190_o.jpg

Estes log  são também meramente informativos, para eu me lembrar que séries ando a ver e onde fiquei. E que filmes já vi o trailer e me interessou, ou alguém recomendou, e quero ver.

26514063_2004207719607644_1959847642_o.jpg

Tenho um log com as metas para este ano, para ir riscando à medida que o ano passa e faço. Ou então só no final de 2018.

26610153_2004207562940993_1392707327_o.jpg

 

26513556_2004207556274327_49723533_o.jpg

 

26540705_2004207536274329_869737900_o.jpg

 Depois por mês, tenho um calendário com vista mensal, para mim e outro para o blog. Opto por este método dos sticks porque se acontecer de eu querer trocar a ordem de algum post, é só trocar o papel de lado e não tenho que riscar. Outro log que tenho por mês é um controlo dos hábitos e outras tarefas a cumprir.

 

Adicionalmente tenho por cada mês, umas folhas brancas para prencher com as tarefas que tenho de cumprir por semana e o future log.

 

E vocês, que log tem na vossa agenda? Usam bullet journal?

 

Sinceramente,

20099812_ua1Qu.png

 

 

O que tenho visto #4 - This Beautiful Fantastic

m-thisbeautifulfantastic-2017.jpg

Este filme, "This Beautiful Fantastic" é deliciosamente encantador. Como diz no poster, a vida floresce nas formas mais encantadoras,  e é genial como este filme explica como a coisa mais simples e mais bonita que são as flores, une as pessoas mais diferentes, cria coragem e faz-nos seguir os sonhos.

 

Bella Brown, orfã e peculiar, vive uma vida rotineira sempre muito sozinha. Bella Brown tinha um medo de tudo que fosse natureza. E foi à custa dessa aversão, que o seu vizinho, consegue fazer com que ela fosse despejada caso não colocasse um jardim num estado habitável num prazo de um mês. Esse jardim, cruza vidas, e histórias. Aprendemos que o ser mais frio pode ter tido o maior da vida dele, que por vezes só falta aquele clique para nos lançarmos na vida e seguir os nossos sonhos, perder o medo. Bella Brown queria ser uma escritora e ilustradora de livros infantis, mas nunca conseguia criar nada. E foi no momento em que ela tinha a vida mais caótica que se fez luz na cabeça. Tudo graça às flores, um velho rezingão e a uma pequena ave.

 

É uma história apaixonante, em que o charme está nos pequenos detalhes. É uma história, sem grandes dramas, nem intrigas, nem cenas torridas de amor, mas é viciante. Vi este filme porque me mostraram o trailer, quando eu nem sabia que tinha saido. E foi das melhores surpresas este ano. É daqueles filmes bons para um domingo à tarde como para uma sexta à noite, ou para segunda quando estamos mais cansados por ser o ínicio da semana. Tem um pequeno cheiro a conto de fadas que não deixa de ser a magia do filme, mas no seu cerne é um filme puramente emocional, do coração.

 

Recomendo vivamente! É uma espécie de "Penélope" mas sem o nariz de porca e sem tanta magia. É um filme de uma miuda que tem um sonho e um jardim para cuidar. Não somos todos nós?

 

Sinceramente,

20099812_ua1Qu.png

 

Clássicos do Halloween

31 de Outubro é uma data misteriosa. Não só o seu nome assim o diz " Dia das Bruxas" como tem várias questões à sua volta. A primeira depreende-se com a celebração actual: como é que nós, povo com descendência céltica, deixamos de dar valor a esta festa que nos dizia tanto e os "americanos" vibram com a festa, com as suas lendas como Salem? É algo que me ultrapassa. Sei que o significado atual já é meramente comercial, mas é algo na história que não consigo compreender. Outro mistério é porque, dos poucos que festejam, há portugueses a gastar rios de dinheiro na decoração do jardim e casa quando pouca gente anda na rua para apreciar como devia ser?  A última questão pertinente é: o que vou fazer nessa noite?

Sim eu gosto de festejar. Não faço nenhuma ceia das colheitas como deveria fazer, mas a minha colheita de receitas e comida para casa costuma ser muito produtiva. Como não sou menina, nem nunca fui, de disco nights e afins, a festa do Halloween é mesmo em casa. Já tenho as minhas abóboras colocadas de lado para o famoso "carving" e já tenho algumas comidas na mente, se bem que como a matilha é menor este ano, a ceia é menor. Mas isso não implica qe não vou encomendar uns doces da Glood.

 

b891c9f471470fbf0e2b706f6e15ed31.jpg

Este ano como guardei bem a decoração minimalista, DIY e "chinoca" do ano passado, e comprei umas coisinhas baratas no Intermaché, já tenho decoração e roupa hei de arranjar alguma coisa com o que tenho por casa. Porque o programa mesmo é: abastecer me de comida e ver filmes pela noite dentro. Como estou de férias e tudo bem mesmo a calhar. Portanto para um clássico de Halloween já tenho 

Comida 

Decoração 

Roupa  (já tenho uns collants com esqueletos, tenho uma saia com toule tenho perucas, alguma coisa estranha hei de criar)

 

Falta a diversão, ou seja, filmes. Como clássicos de filmes para o Halloween, tenho uma pequena lista que neste época do ano não podem faltar, e não, não são de terror. Eu não posso ver muitos filmes de terror: vi o "The Ring" andei semanas a ver debaixo dos meus lençois senão tinha nada, vi o "Saw" andei durante dias a sonhar com porcos, e vi o "The Fourth Kind" andei semanas a dormir mal a pensar que ouvia coisas e que não acordava como adormeci. (este último tem partes para nos deixar mesmo na dúvida se estamos sós neste mundo). É uma lista com filmes do mesmo género dos clássicos que temos de ver no Nata, mas ligados ao Haloween. A minha lista de filmes que gosto de ver são (a negrito são aqueles que não falham):

 

Halloweentown

Hocus Pocus 

Bewitched Série

The nightmare before Christmas

The Addams family

The Haunted Mansion

Ghostbusters ( mas o original não aquela versão manhosa das mulheres que nem revisão correta tinham para dizer mercado é a palavra espanhola para mesa)

 A lenda do cavaleiro sem cabeça (da Disney ou a do Johnny Deep)

Harry Potter

Hotel Transylvania

Van Helsing

Liga dos cavalheiros extraordinários

Shrek

Hellboy

Casper

O feiticeiro de Oz

Godzilla

Inkheart

O aprendiz de feiticeiro

Stardust

Penelope

Os irmãos Grimm

The Golden Compass

Hansel & Gretel

Ever After 

 

 Ok, este último não é bem halloweenesco mas, é só porque é de contos de fadas. Estou indecisa. Hocus Pocus é uma tradição que falhei no ano passado portanto este ano não passa , já vi alguns Harry Potter para o Pottermania. Já não vejo há muito "Bewitched" nem "Addams Family", acho que vai ser este. Ou voltar  a ver a série "Witches of East End" adorava a série, estava tão engraçada e foram acabar no final da segunda season que ficou mesmo com um cliffhanger.

 

Sinceramente,

20099812_ua1Qu.png

 

 

O que tenho visto #3 - The Mummy

Mummy-Poster.jpg

 Tom Cruise e eu, é negócio que não funciona.

O único filme que gostei de Tom Cruise foi no Scary Movie 4.  Porque não era ele, mas a gozar com uma personagem de um filme em que ele entrou. A minha parte favorita é a que goza com a famosa entrevista da Oprah.

 

Mas, tudo mudou neste filme. Quase que me abstraia do facto de ser ele que estava no filme. O tema do filme contribuiu, sou uma colada em Egiptologia, e por isso já deduzem que sim, fui uma fã da saga " A Múmia". Quando vi o trailer e a notícia que este filme ia sair, depois do nó no estomâgo não-acredito-que-escolheram-o-tom-das-cruzes, fiquei mais arreliada por fazerem um reboot  de uma saga que foi boa nos dois primeiros porque funcionava a magia entre os actores, e porque o contexto da história e da realização davam o toque místico com. Se falarmos do terceiro filme da saga " A Múmia" já ninguém comenta, ou então goza com os Yetis. Não consegui nutrir carisma pelo filme, porque embora a ideia fosse ver o casal fora do mundo do Egipto, é uma transição chocante, forçada e sem qualquer humor num filme que constantemente tenta puxar por uma piada. Já para não falar que os actores, não há nada ali, não se sente carisma nem paixão entre nenhum deles.

 

"The Mummy" não é um reboot. Sim temos uma história de alguém que foi amaldiçoado, no tempo do egipto antigo, e alguém no presente, um soldado aventureiro que por acidente descobre o túmulo sem ligar aos avisos, e portanto esta múmia começa a matar gente por Londres, até recuperar a sua boa forma, e também temos uma vítima que ela precisa de sacrificar. Embora tudo o que tenha referido "é tão o outro filme", não é o outro filme. Sim temos alguém amaldiçoado, que era uma princesa quase a ser faraó, quem descobre o túmulo dela é um soldado que é um mercenário negro e que roubou a informação de uma arqueóloga, e que é esse mesmo soldado o escolhido como vitima para ser sacrificado pela Múmia que assim completa o ritual dela: transformar o Tom Cruise no demónio com o qual ela fez o pacto.

 

Mas este filme tem uma mudança do paradigma, bastante perspiscaz e em nada descabida. Entramos num universo diferente. Vamos voltar a entrar no universo dos monstros miticos como Múmia, Homem Invisivel, A Critura do Lago Negro, Frakenstein, Drácula, neste filme já temos o Dr Jekyll/Mr Hyde. Penso que a ideia é algo díficil de conseguir um equilibrio perfeito, pois vamos misturar o universo destes vários monstros, que até agora estamos habituados a vê-los representados isolados, cada um no seu universo. Penso que o único até agora que misturou vários monstros míticos foi " A Liga dos Cavalheiros Extraordinários" que para mim é um clássico. É deliciosamente lindo tanto o ambiente steampunk como o mundo pós apocaliptico. 

 

O filme termina com algo no ar, com fios que podem ser apanhados para continuar, como podem ficar assim soltos e não ficarmos com falta de nada. Para mim, penso que era bom continuar a tricotar as pontas soltas.

 

Sinceramente,

20099812_ua1Qu.png

 

 


BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves. 29 anos. Curiosa sem fim, exploradora de livros, advogada de boa comida, gestora de estados ansioliticos, caçadora de sonhos, escriba escrava da palavras da minha cabeça, pajem dos meus animais.

thedailymiacis@gmail.com

@thedailymiacis

BLOG ON FACEBOOK

CLUBE LEITURA COMPANHIA DA TINTA


Some blog design Written by Joana

Mensagens

Copyright © The Daily Miacis