Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Daily Miacis

Lau de Lark

A Lau de Lark é uma marca de tote bags de 100% de algodão, com ilustrações pintadas à mão de uma ilustradora cientifica portuguesa, Luísa Ferreira Nunes.

Eu já seguia o trabalho da Luísa há algum tempo, porque eu adoro trabalhos de ilustração cientifica. É a mistura de dois Mundos que eu adoro e me identifico como eu: ciência e arte. Luísa, é uma bióloga, que realiza várias expedições e que faz trabalhos como freelancer de ilustrações cientifica. E agora essa sua arte, está na forma de malas, com ilustrações lindissimas.

16406995_1255602904494568_7652419224395514909_n.jp

O intuito destas malas é divulgação cientifica. E da forma que eu sou mais a favor: divulgação da fauna e flora que temos aqui em Portugal. Porque todos adoramos o panda, e canguru, mas esquecemo-nos que fora da nossa porta temos tanta beleza, tanta coisa linda que não existe noutro lado. E é nosso!

17499257_1337472996331667_3003649749809438356_n.jp

Eu tenho uma mala que foi um presente da minha tia que me conhece como a palma da minha mão. Tenho o pintassilgo, porque achei lindissima a ilustração. Ainda não sei como não escolhi as borboletas! Se fosse uma Borboleta Cauda-de-Andorinha (Papillon machaon) não tinha resistido.

A qualidade das malas é muito boa. Não é daquele tipo de tote bag em que a espessura do tecido é fina. É bem grossa, as costuras estão bem feitas, e por isso aguenta com algum peso. Mas não exagerem!

16640781_1272806162774242_7212888680720927271_n.jp

Podem ver os trabalhos aqui no facebook. Tem site mas não sei porque não estou a conseguir abrir.

 

Sinceramente,

Assinatura.png

Produtos Cien

Há muito que já se lê pelos jornais, revistas e blogs opiniões acerca dos produtos Cien, da Lidl. No início fiquei com o pé atrás: não vou mentir mas a verdade é que no mundo cosmética maior parte (tem que se ler bem que não é todos) o preço elevado leva a resultados melhores. Contudo é verdade, que há vários produtos a preços acessíveis bons para nutrir o maior orgão do nosso corpo. 

E a Lidl tem surpreendido bastante nesse sentido. Para além dos preços, a qualidade e variedade dos produtos tem aumentado. Quando há uns anos só tinha uns géis de banhos, o creme de corpo e pouco mais, agora temos quase uma oferta em todas as categorias de produtos, para além das edições limitadas.

 

Das ofertas disponíveis já experimentei o creme de noite de calêndula para o rosto e para os olhos, shower peeling de Melancia, creme corporal de ureia, creme de rosto de dia com 1% de ouro e  o creme anti celulitico com efeito quente. Devo dizer que estou bastante contente com todos excepto o de ureia, esse era horrível. Mesmo com pouco creme, ficava com uma camada oleosa no corpo, e não cheirava lá muito bem. Dos restantes, o meu favorito até agora foi o de calêndula. Mas, o que me surpreendeu mais até agora foi o creme antí celulitico. Ontem coloquei uma boa camada nas coxas, massagei, vesti me e sai. Passado um minuto começo a sentir muita comichão no braço. Levanto e vejo uma mancha enorme vermelha. E comichão, muita comichão.Olho para o outro braço uma mancha mais pequena. Começo a pensar no que comi para ter alergia. E lembro me : coloquei o creme mas só está a fazer efeito agora? Olho para as minhas pernas estavam vermelhas como se tivesse apanhado um escaldão! Ando a colocar direitinho a ver se vejo diferença na casca de laranja, mas digo meninas, efeito parece que vai fazer!

 

19970952_1792295707465514_2126346898_n.jpg

Sinceramente,

Assinatura.png

Insight

Hoje venho falar de uma marca de cosméticos que estou a usar há uns tempos e estou contentissima. Penso que tão cedo não a troco por nada.

 

Como sabem cada vez mais procuro por produtos com uma base natural, e tento sempre que respeite não só a minha saúde como a saúde do ambiente. Temos como exemplo o balsamo da M.O.A., os produtos da Taaj e os shampoos do Paul Mitchell. Na minha rotina diária agora conto sempre com a Taaj, uma marca francesa baseada nos principios de Aryuveda aplicada a cosméticos, e na Insight, uma marca italiana cujo moto é simplicidade e eficácia, e por isso eles conjugam a força da sabedoria da cosmética natural com a ciência na criação de novas fórmulas que criam produtos bons. Bons para o ambiente porque usam produtos orgânicos, contribuindo para um crescimento sustentavel e melhoria do ambiente, e bons para nós.

 

Ainda não estão vendidos? Já vos disse que são livres de sulfato, petrolato, silicone, e parabenos? Têm a pele sensível? Não há problema porque também é livre de alergéneos.Tudo isto é possível através da utilização de óleos e extratos provenientes de plantas misturados numa base liquida com água ozonizada que é desinfetante. Quando acabarem o produto podem simplesmente colocar a embalagem para o contentor amarelo porque o polímero usado é reciclável.

 

Eu já utilizei o shampô para cabelo finos e quebradiços, a máscara para uso diário e o sérum de reparação. Estou rendida aos três. O shampô noto que fico com o couro cabeludo bem limpo, sem ficar com aquela sensação de cabelo pesado. A máscara, foi um achado.O que acontece com as máscaras é que são muito nutritivas e quando se lava o cabelo numa base quase diária, pode ajudar a aumentar a oleosidade no couro cabeludo. Eu pelo menos noto isso no meu cabelo. Com aquela máscara, ficava com o cabelo hidratado sem oleosidade extra, leve, fofo ao toque e a cheirar uma maravilha. Depois de isto tudo, coloco o sérum. O sérum foi comprado por ímpeto de necessidade, porque eu precisava urgentemente de algo que me ajudasse a modelar um pouco o cabelo quando seco, e a não ficar com as pontas tão juba quando o seco. O preço não era muito agradavel quando olhei para o tamanho do frasco. Foram 21 euros, mas 21 euros bem gastos. Para a minha juba chega duas gotinhas, facilmente espalho aquilo pelo cabelo todo. E noto logo diferença no cabelo.

complex.jpg

 De momento só vi à venda deste produto na RC Cosmetics.

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

Inspiration // Short Hair

Já sei, já sei. Eu tenho andado a apregoar que iria ter o cabelo comprido até ao rabo quase e que não cortaria até chegar aos 30. Mas a verdade é que eu acho que não vai dar. Meu cabelo é bom até um certo tamanho, passado dos ombros para baixo começa a ficar fino, melado, sem forma, e não consigo ajeita-lo. E portanto, de maneiras que, andei a procurar inspiração para... um bob curto. 

 

Sim, curto. Vou dormir sobre o assunto, mas acho que vai ser mesma esta ideia que vai prevalecer. Eu gosto do cabelo comprido é giro e tal, dá para fazer vários penteados, mas senão tenho tempo ou é pitote ou então não sei. Depois as pontas secas, finas ficam sem forma. Fico chateada. E por isso acabo por voltar aos curtos, até porque no fundo acho que é o que me assenta melhor na cara, e nos bons ainda aparece um caracol.

 

 

Basicamente estou indecisa se faço um bob curto ou curtissimo. Adoro o da Jaime Alexander, que é logo o primeiro ou então estou encantada como terceiro. 

Que acham? Que estou louca?

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

 


BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves, curiosa sem fim, 28 anos com muitas coisas que quero fazer. Ou estou no ginásio, ou na praia, ou em casa a ler um bom livro, ou a tratar das minhas plantas e animais. O “The Daily Miacis” é um reflexo meu.

thedailymiacis@gmail.com

@thedailymiacis

BLOG ON FACEBOOK

Some blog design Written by Joana

Mensagens

Copyright © The Daily Miacis