Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Daily Miacis

O que tenho lido #1

19073805_1745894502105635_1781955221_n.jpg

 Como tinha referido, quando falei da minha última viagem a Madrid, aquilo era uma perdição de livros. Para quem é uma bookworm ver tantos livros sobre vários temas, de várias áreas, que em Portugal não é fácil de encontrar muitos nem em inglês, é ... tortura. Mas eu nunca gostei muito espanhol, embora que como muitos, eu perceba e fala Portanhol. Na primeira viagem não me atrevi a comprar livros. Contudo nesta última a coisa já não correu assim. Quando vi este livro, por 3,75€, Hellboy... pensei não tenho nada a perder. Li-o rápido e muito facilmente. Quando aparecem palavras que não consigo identificar, já tenho um dicionário no meu telemóvel que me trazuz de espanhol para português, mas tem fases que estou tão empolgada na leitura que tenho preguiça de pegar no dicionário. Como foi o dia do livro enquanto estava lá, recebi dois presentes dos meus amigos, e um deles em espanhol. Já comecei a ler esse e embora o nivel de linguagem já seja um pouco mais elevado relativamente a este tenho conseguido ler muito bem. 

 

Este livro, foi uma boa surpresa para mim. Sou uma fã do mundo do Hellboy: gosto da temática monstros, histórias ocultas populares, e mundos obscuros. E o Hellboy tem isso na medida certa. Já li vários comics, mas nunca tinha lido em formato romance, e adorei! Sou suspeita porque gosto e porque ainda para mais acontece no Egipto.

 

Hellboy tem que ir ao Egipto ter com uma amiga, que já foi um romance antigo, ajuda-la a resolver um mistério: ela arqueóloga foi chamada para investigar umas ruínas, um local onde já tinha um exército de milhares desaparecido do nada, e onde recentemente tinha desaparecido a equipa de uma Lady da aristrocacia inglesa, e a própria da Lady. Depois de descobrir qual foi o destino da Lady, e lidar com uma guerra iminente na Síria que levou a que aparecesse o exércitio Americano, Hellboy consegue aos poucos descobrir o que se vai passando naquele local. Mal sabia Hellboy que aquilo já era uma história que desenrolava há seculos, e que poucos se iram salvar. Personagens arrogantes aprenderam a ser humildes, devido à carga do mal que tiveram que passar. Depois de algumas peripécias que quase levaram a que Hellboy fosse usado como receptáclo para receber um deus do mal, ele consegue salvar mais uma vez o Mundo e continuar como sempre.

 

Como sempre gostei da mensagem sempre muito sublime porque Hellboy, sendo um ser que veio de outra dimensão e que não parece nada humano, consegue ser muito mais Humano que muita gente. Penso que é sempre uma boa mensagem: a arrogância é algo muito feio e a nossa vida é demarcada pelas nossas acções.

 

Se gostam de mística e folklore oculto, como monstros, aconselho a ler Hellboy, e este é um bom livro para começar.

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

 

 

Que o dia 4 de Maio esteja convosco!

a2e5d5d6451dce4a1019a8198d136d3f.jpg

Fica esquesito em português não fica? Mas hoje é um dia especial para a Sofia Geek deste lado, é o 4 de Maio, o dia de Star Wars. Planeio ver um filme hoje ao final do dia, qual deles será não sei. Será à sorte. 

Este ano será um 4 de Maio mais vazio, pois perdemos a princesa que marcou com toda a força possível este franchising: Carrie Fisher. Essa mulher de força que sempre lutou pelo poder do feminino, sempre teve um humor muito negro e apesar de todos os problemas soube andar para a frente e nunca fazer disso muito merchandise para ela própria, não está cá pela primeira vez. Mas, de certeza que está a festejar este dia com toda a força que ela tinha!

 

Se fosse uma sexta teria feito mesmo uma sessão de cinema de Star Wars, e construir teorias de quem será a Rey filha, será o Finn Jedi, como será o proximo spin off do Kenobi, e deus queira que venha um do Boba Fett!

Sim eu deliro com isto, sim eu gosto. Sim não tenho vergonha de dizer que sou fã, e que consigo passar horas a falar disto ou então estar horas num jogo de tabuleiro de estratégia de Star Wars.

 

Se tivesse tempo hoje tinha feito bolachas com o tema mas não tenho. Ainda assim será festejado com boa comida (apesar de ontem ter ido a um médico que não me via há quatro anos e perguntou me o que aconteceu à Sofia elegante... ).

 

E sem mais demoras hoje digo-vos:

May the fourth be with you!

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

O livro que marcou

Ontem publiquei a seguinte imagem no facebook, e uma amiga minha ( visitem The Victoria Dane) disse que devia escrever isto no blogue. Penso que dá uma discussão engraçada.

 

17021984_1903290273224564_575219164579199493_n.jpg

Fonte

 

Desde pequena que fui encorajada a ler. E ganhei-lhe o gosto. Tenho um pai que é um bookworm desde jovem, e que sempre me aconselhou certos livros. Tem uma biblioteca que um dia sonho ter do tamanho dele, e metade dos livros que lá estão. Foi dele que herdei e acabei a colecção do Astérix ( mas foi com o meu tio que herdei livros antigos do Tio Patinhas, mas que entretanto foram afogados, e entretanto eu já recuperei muita da colecção). Ele sempre foi grande conhecedor, embora e normal. à medida que vai crescenco vai criando novos gostos, autores que segue e o gosto fica mais maturo. Mas como qualquer filha, muitas das vezes não leio tudo o que me aconselha porque nem todos temos os mesmo gostos não é verdade?

Na opinião dele acha que os livros de fantasia e ficção cientifica que leio é para jovens adultos e que devia ler. Na verdade é que eu já li o Senhor dos Anéis duas vezes e acho que aquilo não é tão fácil quanto isso. E já li livros como do Saramago que ele não conseguiu ler, e já para não falar de outros. 

Discussões à parte a verdade é que é bom pai , e sabe dar bons conselhos.

 

Voltanto ao tópico deste post, comecei a olhar e a pensar no que já li. E cheguei à conclusão: não consigo dizer este livro marcou-me. E foi aí que a discussão desenvolveu-se porque para mim qualquer livro tem de especial e foi aí que a minha amiga disse e com razão, que todos os livros dependendo do contexto/altura que lemos têm sempre algo que nos interliga a essa altura. Por exemplo para o Senhor dos Aneis, a primeira vez que li foi numa altura má, e não tinha boas memórias. A segunda já li numa altura boa e sim, consegui tirar muito mais do livro do que esperaria. E coincidências, quando li o "Anjos e demónios" foi exatamente quando morreu o Papa João Paulo II, logo para mim o livro foi interessante porque o que se estava a passar na vida real, eu estava a acompanhar no livro todos aqueles rituais de voto. 

 

Mas e livro? Há livros que eu me lembro de pontos especiais, livros que agarrai e li de uma só vez. Mas se for a escolher um, seria o primeiro Harry Potter. Não é por eu ser fã, mas porque foi um livro que me deu a minha avó, que é raro me dar livros e que eu, miudita comecei a ler e só queria chegar da escola e ler. E li-o rapidissimo. Foi aquele livro que me fez agarrar histórias de fantasia, que me abriu o mundo para a imiginação. E que me fez interpretar a partir de um mundo imaginário sentimentos e emoções que existem no mundo real. E penso que é a tal  coisa como foi numa altura boa, é um livro que tem boas memórias.

 

E vocês, que livro vos mudo a vida?

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

 

 

Desafio Filmes | 1,2, 3

19403247_5oesL.jpeg

Mais um desafio, desta vez no mundo cinematográfico. O desafio foi lançado e nós,  Eu, Alexandra, MagdaAna SofiaDrama QueenMafaldaMagdaJustFatia MorJPAndy BloigGirl About TownRute, Nathy, Ana Rita Garcia,CaracolJoana , Mula e Bruxinha

Doente, atrasada, colada no Poirot esqueci me que o desafio tinha começado!!! Cabeça a minha!!!

Então vão aqui as primeiras perguntas todas de uma vez.

 

1. Em casa ou na sala de cinema?

 

Não vou mentir, no cinema é bem melhor, com as pipocas feitas lá. Se as cadeiras forem confortáveis ainda melhor (sim porque quem é alto como eu faz toda a diferença uma cadeira confortável e espaço entre as cadeiras)! Mas confesso que nem todos os filmes me levam a ir ao cinema. Não só o preço do bilhete do cinema que desde que me lembro de ser gente e ir ao cinema, me faz cortar nas idas, mas também tem filmes que gosto mais de ver no quente e conforto da casa. Portanto posso dizer que é uma 50-50 situation.

 

2. Com ou sem pipocas?

Já dei a resposta na primeira. Óbvio com pipocas!! E quanto mais doces melhores! (é por isto que eu nunca vou ser magra...)

 

3. Género Preferido.

 

Ficção Cientifica! Tenho um bom fraco também por filmes de fantasia, principalmente daqueles de baixo rendimento ou mesmo o mais antigos, o que também equivale para os de ficção cientifica. As vezes que vi o "Never Ending Story", ou " Star Wars" , a versão que goza com ele "2001: A space odyssey", "Star Trek" "o Quinto elemento", "Utraviolet", e outros sem fim. Ás vezes quanto mais "parolinhos" gosto mais. Eu sou assim esquesita, eu sei. Mas ainda bem que não gostamos todos do mesmo.

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 


BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves, curiosa sem fim, 28 anos com muitas coisas que quero fazer. Ou estou no ginásio, ou na praia, ou em casa a ler um bom livro, ou a tratar das minhas plantas e animais. O “The Daily Miacis” é um reflexo meu.

thedailymiacis@gmail.com

@thedailymiacis

BLOG ON FACEBOOK

Some blog design Written by Joana

Mensagens

Copyright © The Daily Miacis