Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Daily Miacis

Book Shelf: Review #5 Ender's Game

Já há muito tempo que não se fazia um book review. E desta vez quase que podia ser livro e filme. Mas não, infelizmente ainda não fui ver mas estou empolgada, porque depois de ter lido o livro e ter a história fresquinha não podia estar mais com vontade de ver o filme. Falo claro do "Ender's Game".
Para quem gosta de jogos psicológicos, este livro é perfeito. Não é ao estilo Dan Brown, nem nada que se pareça. Pelo menos na minha opinião, até porque enquanto no Dan Brown não sabemos que esses jogos estão a acontecer, aqui o leitor sabe porque no início de cada capítulo há sempre um pequeno excerto de conversa entre as personagens responsáveis pela intriga principal da história e portanto sabemos mais ou menos qual o objetivo, e poderá-se então deduzir ao longo do capítulo o que irá o porque de certa ação estar a decorrer.
Esta história reúne uma série de ingredientes que o tornaram numa história de fição científica bem apetitosa: uma ficção científica pura, com uma pitada de filosofa política, estratégias militares q.b., acompanhada de jogos psicológicos, tudo regado por um fio de moralidade. Orson Scott mereceu bem os prémios que teve!
A história desenvolve-se num futuro bem afastado do nosso presente. Embora já tenhamos dominado viagem no espaço, ainda estamos muito no inicio. O nosso planeta foi alvo de dois ataques de uma espécie alienígena com o comportamento típico de insetos coloniais como as abelhas e as formigas e encontramo-nos à espera do terceiro ataque. É nessa espera para a terceira e ultima invasão que a história começa.A humanidade já se encontra com restrição de natalidade, sendo só permitido 2 filhos por casais no entanto Ender, a personagem principal foi uma excepção, autorizado a ser concebido por ordem militar. Porquê? Porque o exército (americano, óbvio...) procura entre as crianças, desde o seu nascimento através de câmaras incorporadas no seu corpo, os que apresentam melhores capacidades para se juntarem ao exército, mas a demanda principal é procurar o melhor dos melhores para ser o comandante de toda a frota. Porque crianças para um exército? Porque são persuadidos muito facilmente.
O grosso da história propriamente dito é o treino de Ender. O que eu gostei bastante e ao contrário do que muitos pensam (embora já tenham saído estudos que contrariem) é que muito do treino psicológico decorria através.. de jogos de computador. Interessante, no minímo.
O fim, não é previsivel, mas há medida que nos vamos aproximando do fim do livro, começamos a detetar um certo padrão que nos leva a concluir, receosamente e muito timidamente, o final. Fiquei atordoada, posso confessar, porque embora eu tenha descoberto o final  umas páginas antes do fim, ainda assim não acreditava. Depois percebem.
No entanto a mensagem final, numa história com uma componente militar elevada, é sublime. Aliás, é de ficar surpreendido pois após todo o desenvolvimento e todo um objetivo e, a questão final ser, quase o oposto. Eu não quero spoilar, mas quero que leiam porque vão perceber o que quero dizer e que de fato tem muito haver com a nossa mente humana egocêntrica.
Aconselho este livro para quem gosta de ficção cientifica sem o fantástico. É perfeito. É uma leitura simples, leve. Mas com um enredo muito rico.
With love,
Sofia G.

Netherlands #1 Vlissingen at day

A minha viagem à Holanda foi um sopro de ar fresco depois de toda euforia de entregar a tese. A zona para onde fui não poderia ser a melhor. A região chama-se zeeland (terra do mar), e estava mais propriamente em Koudekerke (igreja do frio), entre duas cidades a 3-5 min de carros, Vlissingen e Middleburg.
Vlissingen é uma cidade muito calma. Fez-me lembrar a minha cidade, Viana do Castelo, mas com muitas mais condições de uma cidade grande. Tudo bem localizado, tudo o que era preciso no sitio certo: um grande cinema, imensos cafés e restaurantes, não havia centro comerciais mas sim ruas só de lojas (tapada para no Inverno se puder andar), mercados em certos dias da semana, parque de estacionamento por tudo que era sitio, biblioteca mesmo no centro, uma grande quantidade de museus, e muito mais. Muitos caminhos para bicicletas (óbvio) e casas lindíssimas. Adorei, nada de muitas confusões, tudo no sitio.
Algumas fotos estão muito escuras, mesmo depois de editadas. A verdade, e como o meu pai dizia, é que  na Holanda tínhamos as 4 estações num dia só. Acordávamos com chuva torrencial, e à tarde estava sol e limpo, e à noite levantava um vento de cortar as orelhas. Foi dos sítios em que tive realmente frio.
Lindos pôr-de-sol não é? :)
Como é uma cidade perto do mar, pirata era um tema muito recorrente. Aliás, havia um museu com diversões para criança, muito engraçado. Mas o tema mar era o mais presente em vários sitios. Aliás a decoração local, era muito à base de conchas, âncoras, e todos os acessórios à volta da temática mar.
Este café ficava numa ponta da cidade, perto do porto. Era lindissimo! Como tinha janelas enormes de vidro, entrava imensa luz do sol.Os binoculos, em cada mesa, eram fantásticos para ver os pássaros que andavam à volta, e ver os barcos passarem no canal. As mesas eram forradas com cartas militares da zona. Era perfeito. E o ambiente era acolhedor, simples, relaxante. Não me importava nada de estar lá agora :)
E o cão, dos donos também estava lá. Para o ensonado, mas estava lá a aquecer ao sol.
A casa onde fiquei a dormir, também tinha cães. Aliás na naquela terra, deveria existir um cão por pessoa. A população canídea era bem grande, e bem tratada. Como as casas! Ali via-se mesmo são os pequenos promenores que fazem a diferença. Mas isso já fica para outro post.
With love,
Sofia G

L.A.T.: Desenhos à mão

A Joana já é nossa conhecida há muito tempo. Eu Sofia G conheço desde o meu tempo de licenciatura, e eu Sofia S desde o mestrado.
Desde cedo sabemos que a mão dela era divinal, e que o que desenhava eram pedacinhos do céu. Mas era só para ela e os poucos que podiam ver. Mas agora ela decidiu que devia mostrar o seu trabalho, partilhar o seu talento para o Mundo, e fazer o que ela gosta: desenhar. Desde várias técnicas, a vários objetos de desenho, podem encomendar o que quiserem. Aqui deixamos alguns trabalhos dela só para vos mostrar que não somos suspeitas pelos elogios mas que realmente são merecidos.
-
We already know Joana for a long time. I Sofia G know her from my degree time, and I Sofia S since the master degree.
Since earlier we knew that her hand was divine, and what she draw was a little piece of heaven. But it was only for her and the phew ones that could see. But know she though it was time to share the work to the world, and do what she loves a lot: drawing. From a lot of techniques and drawing objects, you can order whatever you like. Here we show you some of her work just for you too see that we are not suspicious about our compliments that are really deserved.
Aqui fica o contato dela, para encomendarem.  :)
 
With love,
Sofia G and Sofia S

Pág. 3/3


BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves. 29 anos. Curiosa sem fim, exploradora de livros, advogada de boa comida, gestora de estados ansioliticos, caçadora de sonhos, escriba escrava da palavras da minha cabeça, pajem dos meus animais.

thedailymiacis@gmail.com

Mais sobre mim

foto do autor


Some blog design Written by Joana

Em destaque no SAPO Blogs
pub
Copyright © The Daily Miacis