Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Daily Miacis

O café das 5 da Avó Rosa #2

Penso que já falei algures que sou uma fã incondicional da Filipa Gomes. Como não pode? Uma mulher jeitosa, estilosa, com sentido de humor, inteligente, e que sabe cozinhar? Um dia que ela lançe um livro, eu estarei na fila para ela o assinar.

Pouco depois do programa dela começar no 24 Kitchen, que penso que foi dos primeiros diários em Português a passar lá, fiquei colada. E, a minha avó de tanto me ouvir, rendeu-se também à Filipa! Foi à Filipa e ao Jamie Oliver, a mulher até aprendeu com 80 anos alguns termos em inglês à custa do Oliver.

Ela tenta não perder um programa, mesmo que seja repetido. Roda aquela programação como uma louca! E para uma pessoa em que se lhe repete um recado 4 vezes e mesmo assim esquece-se, ela ve aquilo com uma atenção tal, que decora as receitas, durante dias que é um feito na minha opinião.

 

No outro dia estavamos a falar de uma comida que demorava a cozinhar, e a minha avó diz " Eu não entendo, isto nos programas de culinária é tudo muito rápido". Ao qual eu e a minha mãe tentamos, tentamos, explicar que algumas coisas são acelaradas, outras cortadas, muitas adiantadas, e naqueles programas em direto os prato finais já estão feitos. Descobrimos no final que a minha avó acredita que  o programa da Filipa Gomes, "O Prato do dia" é filmado, todos os dias, em direto. Mesmo depois de termos perguntado pela roupa repetida, pelas receitas repetidas, como ela faz o programa exatametne igual, ela não se acreditou que era gravado (mesmo depois de eu ter dito que a Julieta, a filhota dela já estar quase a sair da barriga da mãe, e nos programas ela ainda nem aparecia grávida). E esta hein? Dissemos que um dia vamos pedir à Filipa Gomes para a levar ao programa dela para ela ver como aquilo funcionava. A resposta dela foi que isso queria ela!

37e0e39ff3ab8f83d91b392b0c77289b.jpg

 Sinceramente,

Assinatura.png

 

 

Cactus Collection // Pequeno Guia das Suculentas & Cactos

 

A pedido de várias familias (não foram muitas.. vá foi a Heidiland), resolvi fazer um post acerca de mais informação sobre cactos e suculentas. E como é algo que me dá imenso prazer, aqui está uma pequena colectânea de informação que fiz sobre cactos/ suculentas e sobre os que são preferível para interior. Vamos a uma aulinha de biologia primeiro?

  • Suculentas são plantas que apresentam orgão como folhas, caulas ou raízes capazes de armazenar água quando existe abundância da mesma, para sobreviver nas épocas de escassez. Durante os períodos de abundâncias o caula "incha", e quando existe dimunuição de água, ele contrai.
  • Dentros das suculentas temos os cactos que são os nativos da América do Sul, e que possuem a auréola que é a principal diferença para as suculentas. A auréola, é o arranjo radial dos espinhos onde aparecem os rebentos e flores; esse arranjo difere bastante ao longo dos géneros. Por isso se diz todos os cactos são suculentas, mas nem todas as suculentas são cactos
  • Outra confusão recorrente, é entre suculentas/cactos com euphorbias. Euphorbias, podem ter espinhos, e quase nenhuma folha, mas não tem auréola. E se cortarmos uma zona da planta, o liquido que sai é pegajoso e opaco, quase leitoso. Enquanto que numa suculenta/cacto é transparente.
  • Suculentas/cactos são plantas que gostam muito de sol. Contudo nem todas gostam de muito sol direto, só gostam da luz e podem até queimar. Já me aconteceu em alguns exemplares que tinha. Ainda assim são plantas que precisam de algumas horas de luz : numa sala com luminosidade, numa beira da janela, numa marquise, são alguns dos sitios ideiais. Não esquecer que consoante a exposição solar/ quantidade de horas de sol, tem que se planear bem a água que se vai fornecer.

Mas agora perguntam quais os que são melhores para o interior. Temos que pensar no inicio. Ou seja, temos espécies de suculentas/cactos de deserto e de selva. Logo aqui podemos facilmente ver os que toleram mais sol e os que não toleram, bem como graus de humidade. Por isso, quando comprarem / receberem / herdarem/ roubarem uma suculenta/cacto tentem saber qual a espécie. Existem muitos grupos no facebook onde ajudam muitas páginas na internet com informação, e livros.Se comprarem, geralmente hoje em dia já vem um papel com o nome da espécie que já ajuda, assim podem procurar mais informação. E também já sabem que água deitar. Mas geralmente não muda muito: no Verão uma vez por semana, no Inverno dependendo do local onde estão, mas uma a duas por mês. São plantas que morrem mais por zelo em excesso do que por falta de cuidados.

Resumindo :

 

Identificar o tipo de Suculenta%2FcactoVerificar s

 

O ultimo ponto parece um pouco "esquecam tudo o que disse e façam como quiserem" mas não é bem isso que quero dizer. Eu e o meu pai temos várias espécies de suculentas em comum e uns proporam comigo e outras com o meu pai. E por vezes é por coisas como o local onde está, mais sol menos sol.

 

Acabo com uma lista de espécies que são apreciadores de mais horas de sombra.

  • Crassula ovata "Gollum" - Tenho duas, uma com um tom mais verde que o outro. Gosta de algum sol direto mas não muitas horas. 

IMG_9372.JPG

IMG_9999.JPG

 

  • Gasteria acinacifolia - tive uma destas mas morreu... (Nero tratou do assunto). Mas é uma espécie que gosta de sombra, e bastante água.
  • Arbusto Jade Anão (ou Elephant Food), Portucalaria afra . Na foto é a do lado esquerdo, mas esta é o arbusto jade, só.

IMG_0025.JPG

  •  Aeonium urbicum - Faceis de crescer. A foto não é relativa a A. urbicum mas pertence ao género.

 

 

IMG_0044.JPG

 

  • Agave attenuata - quase todas do agave gostam de umas horas de sol.
  • Aloe aristata - Penso que é o aloe zebrado que lhe chamam. São de meia-sombra
  • Echeveria derenbergii -  Estas são perfeitas para um parapeito de uma janela. Precisam de bastante luz, e precisam de uma rega abundante nos tempos mais quente, mas é preciso ter um bom solo com boa drenagem, a água não pode ficar muita retida senão apodrece as raizes. Retirar as folhas podres à medida que a planta cresce.
  • Sempervivium sp. - Sempervivium  é uma das minhas favoritas. As formas não variam muito, mas variam muito em cor, tamanho e textura. São nativas de ambientes alpinos, ou seja locais agrestas, secos e frios. Estão são fáceis de manter, porque não requerem muito água, nem solos ricos. Como o próprio nome indica "sempre vivas", crescem imenso. Estas são próprias para a varanda ou a parte de fora de um parapeito de uma janela. Na foto é a que está do lado direito. No lado esquerdo está Haworthia, que também não é muito apreciadora de muito sol direito.

IMG_1193.JPG

Sinceramente,

Assinatura.png

 

 

Bitaite da Sexta #4

funny-saturday-quotes-and-sayings-for-her.jpg

Quando estamos mais cansados é quando temos menos tempos para nós. Ou é psicológico? Este mês vai ser de morrer! E só vou acalmar no inicio do próximo mês. Eu preciso de férias! E tão cedo não tenho. Bah! Este bitaite é mais um desabafo porque tenho que fazer coisas que não gosto, como ir a casamentos. Serei a única?

E vocês que vão fazer este fim de semana? Já começa a cheirar a outono, ele já espreita! 

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

O café das 5 da Avó Rosa #1

A minha avó é uma personagem muito caricata. É a melhor avó que se poderia ter no Mundo, mas tem os seus momentos. As lenga-lengas "do tempo dos meus paizinho" são infinitas e pensei que seria bom por partilhar com o quem lê este cantinho. Porque penso que todos nós temos uma Avó Rosa, que nos levanta o cabelo com os nervos e nos derrete o coração.

 

A primeira peripécia que vou contar desta Avó Rosa, está relacionada com fobias. Das infinitas fobias que ela tem, uma delas é com: cobras. É uma coisa absurda! O medo é tal que um dia a caminhar aqui pela aldeia, numa ponta da estrada pensava que via na outra ponta uma cobra. Fez tanta mas tanta força para focar (e ela parada no mesmo sitio) que deslocou uma parte do olho... Sim voltou ao normal mas era só para mostrar o quão ridicula esta fobia se torna.

Ora bem eu sou tudo o contrário que ela é. Enquanto ela é uma menina do campo que se transformou numa menina da cidade, eu sou uma menina da cidade que com o curso de biologia transformou-se numa menina do campo. Nem sabem as conversas interessantes que se geram quando começa a vir o meu lado de bióloga ao de cima.  Uma delas é quando falamos de cobras. 

As cobras do mundo da avó Rosa, quebram as regras da fisica: elas conseguem subir metros de paredes lisas, elas colocam o rabo na boca e rolam como se fossem rodas, elas tiram a dentadura para beber água ou leite das vacas, e voam! Mas isto não pára nas cobras, existe toda uma panóplia de histórias engraçadas com répteis como o sardão da cabeça vermelha que sobe pelas pernas das mulheres e enfia-se, e só os homens é que com leite conseguem tirar o bicho. Ela não entende que isto é uma metáfora porque toda a gente dizia esta lenga-lenga. Já para não falar na crença, mas essa é geral por todo o lado que "mordidela de licranço, 100 anos sem descanso". Eu já fui mordida, e estou aqui. Não, não é venenoso! E não acredita nunca, porque como ela toda a gente pensa que é venenoso, e o contra argumento dela é " oh Sofia, só tu dizes que não é venenoso". Sim, a minha licenciatura para ela é zero nestes casos.

As conversas quando tocam no tema cobras são de rir porque o argumento é sempre " mas eu vi" ou o melhor " a minha mãezinha não me mentia ". E, o que é que eu faço? É sorrir e acenar, porque simplesmentes não vale a pena explicar.

60908b79f8bc6ef67161fc26c51c6e58.jpg

 

Quem tem uma Avó Rosa?

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 


BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves. 29 anos. Curiosa sem fim, exploradora de livros, advogada de boa comida, gestora de estados ansioliticos, caçadora de sonhos, escriba escrava da palavras da minha cabeça, pajem dos meus animais.

thedailymiacis@gmail.com

Mais sobre mim

foto do autor


Some blog design Written by Joana

Em destaque no SAPO Blogs
pub
Copyright © The Daily Miacis