Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Daily Miacis

O que tenho lido #14

I-Robot.jpg

Para os meses de Janeiro e Fevereiro, o livro escolhido no clube de leitura "Companhia da Tinta" foi "I Robot" de Isaac Asimov. Este livro também contou para o projeto da Raquel e da Mariana, dos 101 livros de fantasia e ficção cientifica.

 

Quando olhei para a estrutura do livro fiquei um pouco surpresa pois não contava que o livro fosse dividido em 9 contos, nas poucas críticas que li acerca dele não tinha visto comentários mencionando os contos. A linha de história não tem nada a haver com o filme. O filme, apenas aproveitou algumas premissas que Isaac Asimov apresenta neste livro, como as 3 leis robóticas:

1. Um robot não pode magoar um ser humano ou através de inacção deixar um ser humano magoar-se a si próprio.

2. Um robot deve obedecer a ordens dadas por ser humanos excepto quando essa entra em conflito com a lei 1.

3. Um robot deve proteger a sua existência excepto quando essa protecção entra em conflito com a lei 1 e 2.

 

Os contos não estão relacionados entre no si no sentido que se lerem o conto número 9, e depois o número 3, percebem o enredo da história sem necessidade de conhecimento prévio. Contudo, tem mais sentido ler por ordem pois os contos são nos apresentados por ordem cronológica da evolução histórica dos robots e da sociedade humana claro. Começamos o primeiro conto com um robot que não falava e era a ama de uma criança, e acabamos com um conto onde nos é apresentado como está dividida a sociedade mundial em 4 grupos principais conforme a organização geográfica maioritaritariamente e como cada grupo tem um mega  máquina que resolve e administra os problemas da região.

 

Asimov criou aqui uma obra de arte de ficção cientifica, e as questões morais e éticas apresentadas são tão presentes e  intemporais na minha opinião, que facilmente nos identificamos. Temos que pensar que no contexto em que o livro foi escrito, pós guerra, houve um avanço técnológico enorme e existia uma mitologia por assim dizer à volta da tecnologia. Hoje em dia já não pensamos com tanta admiração porque já temos a tecnologia no dia a dia como garantida. E questões como se calhar apresentadas no primeiro conto em que uma criança não brinca com outros da sua idade nem liga muito a animais porque queria o seu robot, já não nos assusta tanto (como deveria) como se calhar naquela altura. Ainda assim não deixam de ser questões importantes porque todos os contos têm uma questão ético-moral desde os robots cujo trabalho entra em conflito com a programação deles, o robot que não acredita que sendo tão avançado fosse criado por humanos e por isso criou uma fé à volta do computador central (o meu conto favorito), até robots programados com uma lei robotica alterada e super máquinas que se auto protegem.

Como já referi a única relação entre os contos é a ordem cronológica mas as personagens que habitam lá também aparecem várias vezes como Powell e Donovan, e Dra Susan Calvin a psicóloga de robots. A construção das personagens é fantástica, temos Powell e Donovan os engenheiros que testam os robots que não gostam muito do seu trabalho e que suspeitam quase sempre de algo maléfico quando existe uma falha nos robots. E temos a Dr Susan, fria, calma, mas que no fundo é uma pessoa simples porque sabe  pensar como os robots. Existe uma frase que ela diz num dos últimos contos que adorei. Diz que os robot e os humanos estão mundos àparte, pois os robots são essencialmente decentes. Penso que esta frase resumo muitos dos dilemas que são apresentados em cada conto: basicamente, a falta de humanidade não tem que ser um defeito, por vezes a própria humanidade é que deturpa os problemas. 

 

São histórias rápidas de ler, interessantes. Podem ter algum nível de linguagem técnica elevada numa frase ou outra, mas facilmente se digere.

 

Aconselho, e fiquei ainda com mais curiosidade de ler as restantes obras deste autor Russo.

 

Sinceramente,

20099812_ua1Qu.png

 

2 comentários

Comentar post


BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves. 29 anos. Curiosa sem fim, exploradora de livros, advogada de boa comida, gestora de estados ansioliticos, caçadora de sonhos, escriba escrava da palavras da minha cabeça, pajem dos meus animais.

thedailymiacis@gmail.com

@thedailymiacis

Mais sobre mim

foto do autor


BLOG ON FACEBOOK
Clube Companhia da Tinta's currently-reading book montage
Clube Companhia da Tinta 25 members
As várias vidas que vivemos pelos livros que lemos, é o que nos leva a participar neste clube. Ler bem e bem ler. Blog: https://companhiadatinta.blogs.sapo.pt/ Grupo Facebook: https://www.facebook.com/groups/1183466295088711/?source=create_flow

Books we're currently reading

A Senhora da Magia A Senhora da Magia
by Marion Zimmer Bradley
Start date: March 1, 2018

1984 1984
by George Orwell
Start date: March 1, 2018



View this group on Goodreads »

Some blog design Written by Joana

Copyright © The Daily Miacis