Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Daily Miacis

O que tenho visto #2 Wonder Woman

wonder_woman_2017-t2.jpg

Este filme, era uma obra prima que estava à espera desde que vi o trailer. Não quando soube que ia ser realizado um live action da super heroína Wonder Woman,mas só quando vi as primeiras imagens do trailer é que me convenceu. Isso, e todo o marketing que andava aí à volta do filme, desde como é simples humilde e uma mulher potente, a atriz Gal Gadot, até à força que rodeava à volta das mensagens do filme que basicamente são duas "Paz e Amor" e "Woman Power".

Inicialmente somos levados por aquelas imagens muito visuais da Ilha das Amazonas, uma ilha paradísiaca, mar azul, cascatas lindíssimas, terrenos verdes, habitações ao estilo grego e todo o resto. Somos envolvidos por aquele ambiente helenista, em que predomina o conhecimento per se mesmo no que toca a conhecimento bélico e estrategista, e a mitologia grega paira no ar. As amazonas também, mulheres lindas com corpos atléticos, várias formas, várias maneiras de ser. Contudo quando chegamos ao diálogo achei-o demasiado robótico. Penso que num filme deste tipo não é fácil, porque se fosse muito emotivo era feminismo cor de rosa a mais, mas aqui as conversas robóticas empolgadas pelo sotaque do leste não ajudaram muito. É um equílbrio muito dificil entre clichés feministas e uma Xena. Penso que quem se sobressai mesmo é a atriz que faz de Diana, conseguiu criar uma Wonder Woman integra, humilde e inocente, com os valores morais todos no sitio e sem nos esquecermos que é humana. 

A acção corre de uma forma constante, as personagens evoluem ao longo do filme. Contudo tinha ideia, talvez porque tinha lido um pouco acerca do conceito à volta da Wonder Woman e falado com a Victoria Dane,que o filme apelaria mais aos valores morais. Mas voltamos ao mesmo pau de dois bicos: não podiamos focar na força sobre humana, que dá muito jeito na segunda guerra Mundial, da Wonder Woman e ao mesmo tempo focar na capacidade de relações internacionais para a paz e amor que ela tem. A Wonder Woman é mesmo isso, um símbolo pela paz mantendo o amor acima de tudo. E é interessante, ela chegar à conclusão que são os humanos que têm o poder tanto para a luz como para a escuridão.

 

Temos que ver que não é um filme típico de super heróis, é mais sombrio ao estilo DC mas não é dos mais sombrios da DC. E por isso gosto bastante do filme porque só aí ganha bastante pontos. A minha expectativa era por algo mais, mas também sabemos que estes grandes cluster de filmes de heróis são feitos para massa e ainda bem porque senão não tinha havido este grande ressurgimento que houve da cultura pop nos últimos anos, facilitando a vida aos que já eram geeks e nerds antes da febre.

 

E há que admitir uma coisa : WOMAN POWER!

 

Sinceramente,

20099812_ua1Qu.png

 

2 comentários

Comentar post


BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves. 29 anos. Curiosa sem fim, exploradora de livros, advogada de boa comida, gestora de estados ansioliticos, caçadora de sonhos, escriba escrava da palavras da minha cabeça, pajem dos meus animais.

thedailymiacis@gmail.com

@thedailymiacis

Mais sobre mim

foto do autor


BLOG ON FACEBOOK
Clube Companhia da Tinta's currently-reading book montage
Clube Companhia da Tinta 25 members
As várias vidas que vivemos pelos livros que lemos, é o que nos leva a participar neste clube. Ler bem e bem ler. Blog: https://companhiadatinta.blogs.sapo.pt/ Grupo Facebook: https://www.facebook.com/groups/1183466295088711/?source=create_flow

Books we're currently reading

A Senhora da Magia A Senhora da Magia
by Marion Zimmer Bradley
Start date: March 1, 2018

1984 1984
by George Orwell
Start date: March 1, 2018



View this group on Goodreads »

Some blog design Written by Joana

Copyright © The Daily Miacis