Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

The Daily Miacis

O que tenho visto #5 Miss Meadows

DQmd69yio5cGsuVYMfTj7kocjRWivC6toqGbXWWZiNnUbPw.jp

Li algures numa review a este filme que era um "Mary Poppins meets Pulp Fiction". Penso que não há melhor descrição possível deste filme.

 

Este filme nos minutos iniciais estranha-se. Primeiro o cenário, uma professora vestida á anos 50 com sapatos de sapateado, a ler na rua enquanto tenta dançar e depois mata um homem que a assediava de uma camioneta. Depois todo o cenário da vivência dela, em que chega a casa, extremamente limpa, decorada, com um telefone ainda daqueles de discar numa roda, e fala com a mãe de coisas banais e como tirar sangue de uma roupa. Por fim, Katie Holmes numa comédia de humor negro. Não a via num filme deste tipo e honestamente, brava!

 

Depois de aceitarem este cenário de regras e etiquetas, cenários, roupas de sair ao domingo com sapatos de sapateado, risos inocentes e depois um bang, entranha-se. Miss Meadows é uma professora recém chegada na primária numa pequena cidade do USA, e que não tem medo de matar, como deve ser, quem fez injustiças. É o justiceiro que todos desejavamos que existisse no fundo. Porque é o justiceiro não só dos inocentes, mas daqueles que mesmo com voz para pedir ajuda nunca serão vingados. Então Miss Meadows mata um padre que abusa de crianças, mata um assaltante num restaurante, entre outros. A história complica-se quando primeiro ela envolve-se com o xerife que anda à procura desse mesmo justiceiro, e quando muda-se para a rua dela um recém libertado da prisão, cuja acusação foi violação. No inicio pensamos que é tudo da mente dela, até porque Miss Meadows não tem a vida tão perfeita quanto ela tenta fazer com que seja.

 

Katie Holmes penso que está perfeita neste papel. A mistura da inocência dela, aquele sorriso dela e forma querida de falar, muito à professora de primária, com o olhar que num àpice transforma-se num olhar frio, e maníaco, confere outro nível a esta Mary Poppins dos tempos atuais. A personagem é tão complexa e tão simples ao mesmo tempo: temos regras e etiquetas a cumprir no dia a dia , mas a injustiça tem que ser detida.

 

É um bom filme, com algumas gargalhadas e algumas cenas estranhas como o amor entre uma professora de primária justiceira que adora sapateado e um xerife cujo sonho era tocar acordeão.

 

Sinceramente,

20099812_ua1Qu.png

 

 

2 comentários

Comentar post


BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves. 29 anos. Curiosa sem fim, exploradora de livros, advogada de boa comida, gestora de estados ansioliticos, caçadora de sonhos, escriba escrava da palavras da minha cabeça, pajem dos meus animais.

thedailymiacis@gmail.com

@thedailymiacis

Mais sobre mim

foto do autor


BLOG ON FACEBOOK

CLUBE LEITURA COMPANHIA DA TINTA


Some blog design Written by Joana

Copyright © The Daily Miacis