Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Daily Miacis

Hair care // Salvador de nós

155aff7bf32b11801f665cb1828d9727.jpg

 

Vou vos confessar algo. Em Dezembro, logo nos primeiros dias, dirigi-me à minha cabeleireira, totalmente invicta que cortava o cabelo naquele dia. Já tinha corte escolhido e tudo. A minha cabeleireira apesar de muita relutância, aceitou porque sabia qual era o meu problema com ele e, lá começamos. Contudo, nessa minha ida estava marcado lavagem de brilho (não me lembro do nome técnico) e madeixas, que foi o que se fez primeiro. Depois de muito, muito tempo e o meu estômago já a roncar com a fome, chegou a hora de voltar a sentar frente ao espelho e começar a pentear para cortar. 

Qual era o meu problema? Os nós. O meu cabelo não é o mais glamouroso de sempre, e dá me muito trabalho: raiz oleosa, pontas secas, e todos os defeitos de um cabelo encaracolado menos os caracóis. Mas para além disso é muito instável: hoje tenho um cabelo estilo afro anos 60, amanhã tenho o assapado sem forma nem penteado. Mas eu gosto dele, com muita, muita (inspira), muita paciência consigo ajeitá lo e se fosse rica e pudesse, uma cabeleireira a pentea lo todos os dias: tinha o cabelo mais lindo de sempre. 

A minha realidade é lidar mesmo com os defeitos dele e por isso, ao longo destes meus anos sempre me fartei rapidamente dele: já passei por várias cores e misturas com madeixas e cortes. O corte sempre foi o meu refúgio quando os defeitos do cabelo começam a ser problemáticos. Mas desta vez, para além de ter prometido a mim mesma que até aos 30 não cortava mais o cabelo, não me lembro de o ter tão comprido, loiro como sempre quis e não estar todo descolorado, e a gostar dele. Tirando os nós. Os nós eram um problema, porque com madeixas, o cabelo parte muito facilmente, e quando se lava o cabelo, as pontes de hidrogénio que formam a forma 3d do cabelo e todos os seus trejeitos, estão instáveis e por isso, facilmente partimos o cabelo. Quando queremos que ele cresca e saudável isto é algo que não pode acontecer.  Por isso, eu saia do banho com rastas de nós e tentava depois de o cabelo um pouco seco começar a pentear. Mas era muito díficil.

 

Nesse dia em que ia cortar o cabelo, demoramos 20 minutos para tirar os nós, porque quando se faz madeixas o cabelo fica um extra mais seco. Depois do cabelo todo esticado, e começar a ver as tesouras fora, comecei a ficar com dúvidas. Coisa que, em questões de corte, nunca me aconteceu. E comecei a dizer eu gosto dele comprido, e a minha cabeleireira a dizer e ele está tão bonito. Mas e os nós, senhor? E os nós?

Ficamos em compromisso. Ainda não era desta vez que ia cortar o cabelo. Ia experimentar usar os menos novos amigos: uma Wet Brush e " Meus Caracóis Intensos" da Novex. Não quero outra coisa.

 

A Wet Brush é uma escova, cujas cerdas são tão flexiveis, que tem alguma força para desfazer o nó, mas não o suficiente para forçar o cabelo e partir. Dobram de tal forma que o cabelo vai se mexendo mas não em demasia, e assim pressionar o cabelo a partir. São as escovas para tirar nós per se. Sendo recomendadas mesmo para quem usa extensões.

O produto da Novex adoro porquê? Primeiro, cheira a Verão. Não sei porque coloco aquilo e lembro-me logo de praia. Segundo, posso colocar muito produto, que não fico com o cabelo oleoso. Pode ficar assim um pouco mais dificil de secar, ou com um brilho diferente, mas não fica oleoso. E adjuda imenso a tirar os nós, porque é quase como colocar creme. O cabelo desliza muito melhor.

 

No final, penteio o cabelo molhado e quase nenhum cabelo me fica preso à escova.  Por isso, se vocês sofrem de nós e têm um cabelo forte, quebradiço, recomendo que experimentem este duo. Agora já nem em franjas penso fazer.

 

Quem sofre deste mal capilar? 

 

Sinceramente,

20099812_ua1Qu.png

 

 

 

Inspiration // Braids

Se há coisa que eu adoro para pentear o cabelo, são tranças. 

 

Seja que estilo ou mais boémio ou mais hippie, ou mais sedutor, tranças é um must have  nos meus penteados.  Dá um desenho engraçado ao cabelo como à cabeça. Dá para usar desde cabelo curto (não muito curto) até cabelos longos. Dá para misturar com acessórios no cabelo. Dá para penteados clássicos, como festivos, como contemporâneos. E temos vários níveis, como trança unica ou desde os trabalhos mais complexos em que quase fazemos crochet com as tranças.

 

Contudo, para a minha pessoa não consigo atingir os mais complexos, e de manhã quando acordo  não tenho muito tempo. Por isso estou sempre à procura de soluções rápidas e engraçadas. Deixo-vos aqui algumas sugestões.

2cdfa5dbb343e713639f668085133256.jpg

 

080281feeec59c12e8f62643b9f7099b.jpg

 

b4945f0b41808078437a59fa69114133.jpg

 

ba7615ff249ccb41bd121985cc9a370e.jpg

 

f12c62e8f7a11392098e2aea6d9eaf9d.jpg

 

Há um penteado com tranças que ainda não atinei por nada deste mundo , que são as tranças à boxer. Alguém consegue por aqui?

 

Sinceramente,

20099812_ua1Qu.png

 

Inspiration // Short Hair

Já sei, já sei. Eu tenho andado a apregoar que iria ter o cabelo comprido até ao rabo quase e que não cortaria até chegar aos 30. Mas a verdade é que eu acho que não vai dar. Meu cabelo é bom até um certo tamanho, passado dos ombros para baixo começa a ficar fino, melado, sem forma, e não consigo ajeita-lo. E portanto, de maneiras que, andei a procurar inspiração para... um bob curto. 

 

Sim, curto. Vou dormir sobre o assunto, mas acho que vai ser mesma esta ideia que vai prevalecer. Eu gosto do cabelo comprido é giro e tal, dá para fazer vários penteados, mas senão tenho tempo ou é pitote ou então não sei. Depois as pontas secas, finas ficam sem forma. Fico chateada. E por isso acabo por voltar aos curtos, até porque no fundo acho que é o que me assenta melhor na cara, e nos bons ainda aparece um caracol.

 

 

Basicamente estou indecisa se faço um bob curto ou curtissimo. Adoro o da Jaime Alexander, que é logo o primeiro ou então estou encantada como terceiro. 

Que acham? Que estou louca?

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

 

Pinterest vs. Realidade #1

Se há coisa que eu gosto é do meu cabelo. Pode não ser todos os dias, mas é algo que me orgulho. O aspeto pode não ser o mais saudável porque o pinto há já alguns anos e desde cedo que faço madeixas, mas é porque se estou sem tinta tenho a raiz tão oleosa que lavar cabelo dia sim, dia não é inevitável, por vezes era dia sim, dia sim. Champô não resolvia o assunto então pintar foi a solução. E, eu sou daquelas pessoas que está sempre a querer experimentar e trocar e mudar. Por isso já tive vários cortes (há dois anos passei de cabelo médio para um pixie hair) e cores (violino, loiro, ruivo). Contudo, depois desse mega corte, resolvi que primeiro: cabelo curto é fixe embora me desse trabalho na mesma a arranja-lo antes de sair de casa porque tenho cabelo rebelde mas, no Inverno, digo-vos é um choque de frio nas orelhas! Segundo eu sempre quis ter o cabelo comprido até metade das costas mas nunca consegui. Geralmente quando chega às omoplatas farto-me e corto. O meu cabelo tem quebras e curto ainda encaracola, comprido só ganha volume, nem estica nem fica com caracóis. 

 

Mas prometi a mim mesma, depois do primeiro dia com muito frio nas orelhas que senão era agora até aos 30 que tinha o cabelo enorme não ia ter nunca. Então, agora aguento até o ter quase ao estilo rapunzel!

 

Apesar de tudo, o meu cabelo tem uma proeza que eu gosto (não pode ser só defeito não é?), é maleável para qualquer tipo de penteado. Por isso, tenho passado algum tempo no pinterest, a procurar penteados fáceis para o dia-a-dia para levar para o trabalho. Fáceis e que não demorem muito tempo a fazer.

18516004_1714197468608672_1229661446_n.jpg18516043_1714198268608592_2045697463_n.jpg18575002_1714197298608689_345047639_o.jpg

A minha favorita nos últimos tempos é duas tranças. Mas, curiosa no geral, e colada no Pinterest, vi uns truques para encaracolar o cabelo de uma forma rápida sendo o resultado uns caracóis bem engraçados. Há uns anos, antes de cortar o cabelo, a coisas não correram lá muito bem: fiquei com o cabelo de tal forma encaracolado que parecia que tinha feito uma permanente. Mas desta vez foi o inverso. O truque que vi foi o seguinte: bastava fazer duas tranças, passar o alisador do cabelo durante um tempo sobre as tranças, e depois as soltar. Prometiam uns caracóis lindos. Não guardei o pin em questão para comprar mas a verdade é que tinha umas ondulações quase caracóis. E vejam o que me saiu.

18516105_1714196558608763_1057991731_n.jpg

Como quando acordei....

Quem já se debateu com estas desilusões?

 

Sinceramente,

Assinatura.png


BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves. 29 anos. Curiosa sem fim, exploradora de livros, advogada de boa comida, gestora de estados ansioliticos, caçadora de sonhos, escriba escrava da palavras da minha cabeça, pajem dos meus animais.

thedailymiacis@gmail.com

@thedailymiacis

Mais sobre mim

foto do autor


BLOG ON FACEBOOK
Clube Companhia da Tinta's currently-reading book montage
Clube Companhia da Tinta 25 members
As várias vidas que vivemos pelos livros que lemos, é o que nos leva a participar neste clube. Ler bem e bem ler. Blog: https://companhiadatinta.blogs.sapo.pt/ Grupo Facebook: https://www.facebook.com/groups/1183466295088711/?source=create_flow

Books we're currently reading

A Senhora da Magia A Senhora da Magia
by Marion Zimmer Bradley
Start date: March 1, 2018

1984 1984
by George Orwell
Start date: March 1, 2018



View this group on Goodreads »

Some blog design Written by Joana

Copyright © The Daily Miacis