Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Daily Miacis

Histórias de todos nós

No outro dia estava a ouvir a históra de uma pessoa com imensas coincidências de tempos e pessoas em comum. E na minha cabeça comecei a pensar o seguinte: e se existisse um livros com as nossas histórias? Seria o livro da história do Mundo, em que cada capitulo seria um de nós. Uns capitulos seriam maiores que outros, uns mais turbulentos e outros mais calmos.

Quantas vezes apareceriam personagens repetidas? Quantas vezes já nós não fizemos partes da história de alguém? No dia a dia, quantas vezes alguém não mencionou que passou por nós, que estacionamos mal o nosso carro, que fizemos barulho, que fomos simpáticos com eles. Que lhes mudámos a vida, que inspiramos alguém. Quantas vezes já fomos a desilusão de outrém, a tristeza, a melancolia.

 

E quantas vezes o nosso rumo não foi mudado por outros que existem noutros capitulos no livro da história do Mundo? Quantas vezes passaram por nós repetidamente? 

 

Quantas histórias de amor teria? Quantos adeus?Quantos reencontros teria? Quantos se perdiam?

Quantas linguas existiriam nesse livros? Quantas culturas e impérios? 

Quantos pretéritos imperfeitos e futuro do presente?

 

Seriamos os heróis da nossa história?

 

Fascino me muitas vezes por estas história do quotidiano, que de nada têm de especial mas que não deixam de ser tudo naquele momento. 

 

biblioteca_b7518b746b4c156e8163ed3f97a54cd7.jpg

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

 

 

Aventuras no IPO

Se há coisa que não gosto é ter que fazer a inspecção anual do carro. Fico tão "choné" que esqueço-me de coisas básicas como onde estão os máximos. E nunca mais perco o medo quando tenho de colocar o carro em posição para o exame da suspensão, é que fico sempre com medo de calcular mal e enfiar uma roda pelo buraco onde está o senhor avaliador.

No ano passado fui fazer a inspecção no prazo que tinha de realizar. Fui ao sítio do costume, é perto de casa e já têm lá os meus dados. O senhor  que ficou a fazer a inspecção do meu carro, eu não não me lembrava dele mas, ele lembrava-se do meu carro (impressionante tendo em conta que é tão comum e ele vê millhentos carros por ano). Estava tudo a correr dentro das normas, até que chegamos ao último exame, e eu boa, está na hora de dar a fuga. Até que ele diz "Menina, venha aqui comigo". Pânico logo. Pensei, que é que foi que me esqueci agora. Já vou ouvir que sou uma irresponsável. E vou ter que vir fazer o exame de novo, fiz o filme todo num segundo (a minha cabeça nestas situações trabalha mais rápido que a velocidade da luz).

 

E eis que começa ele a falar " Eu bem me parecia que estava a reconhecer o seu carro. Eu já lhe tinha dito há dois anos para tirar o arame do escape". O meu carro foi comprado a um senhor que trabalhava numa petrolífera, e por isso eles são obrigados a usar uma rede de arame à volta do escape, para evitar que possíveis fagulhas que possam sair do escape, saiam e, peguem fogo no local. Como a mim não me fazia diferença, deixei aquilo, e mais, até àquela hora não me tinha dado problemas.

Eu respondi, que não tinha tirado porque até agora não me fez diferença e não ia estar a comprar um corta arames de propósito para aquilo. O senhor lá me responde muito sério " Mas eu assim não lhe posso fazer o teste de emissão de CO2".  Não me pode fazer o teste? O homem está louco foi o que eu pensei. Disse-lhe prontamente, como não pode se eu até agora desde que tenho o carro, não tive problema qualquer. A resposta foi clara "Porque não lhe têm feito o teste, têm lhe feito pseudo-testes. A menina não leve a mal, mas você num  certo buraco que tem, gostava de ter isso sempre tapado? Não pois não, então tire lá o arame!". Eu fiquei tão chocada, que, respondi ok, e fui me embora sem reacção. Até que cheguei a casa: a sério que ele me disse isso?? Pior, ele numa frase não só me disse aquela.. coisa.. porca que não se diz a um cliente, como assumiu que fazem pseudo-testes. Agora pensem, quando pseudo-carros-passados-pelo-IPO andam por aí. E quantas pessoas como eu já não sairam envergonhadas de lá... É por isso que eu adoro este vídeo, que mostra que lá por as mulheres parecerem nabas, não quer dizer que não saibam conduzir. 

O vídeo parece secante no inicio mas depois tem um seguimento engraçado.

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

 


BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves. 29 anos. Curiosa sem fim, exploradora de livros, advogada de boa comida, gestora de estados ansioliticos, caçadora de sonhos, escriba escrava da palavras da minha cabeça, pajem dos meus animais.

thedailymiacis@gmail.com

Mais sobre mim

foto do autor


Some blog design Written by Joana

Em destaque no SAPO Blogs
pub
Copyright © The Daily Miacis