Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Daily Miacis

Matine #17

Este mês foi une tristessse! É o que vos digo! Acreditam que só vi, três, três míseros filmes dos imensos que queria ver?  E um foi porque esperava há tanto tempo para ve-lo (quando digo tanto tempo quase desde que descobri a personagem dele) que fui ver ao cinema sem falta. O outro foi porque acho a personagem tão querida nos desenhos animados que resolvi ver em live-action

 

Deadpool (2016)

 

Claro, tinha que o ver, não é? Para mim filme está top. Embora a história ali enreda-se um pouco e parece que vai acabar mais num filme de tiros e alta acção, com slow motion. Mas, não, aquilo é bem reparado, e que reparo! O Deadpool é tudo menos um herói. O Wade não quer ser herói, e o engraçado é que o filme transforma-se numa demanda pessoal depois de aquirir os seus poderes, para se vingar quem lhe fez mal antes (que no fundo não é a permissa do inicio de muitos heróis?). E como tal é a personagem, o filme é cheio de vários tipos de humor que aparecem nas alturas menos esperadas, e nas mais esperadas mas não é um filme de comédias, referências a vários filmes do mundo marvel, até filmes que o Ryan "great ass" Reynols fez bom e maus, sexo, violência, mas que se querem que diga não achei nada de muito demasiado como já vi nalguns comentários, e amor, no fundo no fundo este filme é uma história de amor. Porque se é porque é um filme de heróis e as crianças não podem ver estas coisas, nem todos os super heróis são para as crianças apreciarem, por isso B.D. não é uma coisa só de crianças mas também de adultos. Eu recomendo vivamento. É o meu herói favorito da Marvel.

 

deadpool-poster-8.jpg

 

 

Paddington (2014)

 

Sim, já vi o Paddington Bear na Rtp2. Eu adoro o tipo de ilustração daquele desenho animado, e do tipo de história infantil: um ursinho que me relaciono porque adora marmelada (mas no fundo aquilo é doce de laranja, não percebo a troca do nome) e que é bue desastrado, que ajuda todos, mete se nas situações mais complicadas do nada,  e que gosta de viajar. Eu só não vim do Perú, e não uso um chapéu vermelho, mas que não me ficava nada mal. E vá, sou menos peluda.

O filme em si mantém-se um pouco fiel à história original. É a história de como Paddington vai parar a Londres e como tem de se salvar, de uma taxidermista. Chega a um momento tão fofo,e tão ternurento que eu até fiquei com  o nariz a fungar. É um bom filme de família sem dúvida alguma.

paddington_hero.png

 

Séries:

  • The Shannara Chronicles T1: Continua na alta, embora eu ache que se não dá um twist pelo menos na parte que eu vou, vai perder um pouco o interesse. 
  • The X- Files Re-Openes T1: WHAT WHAT?? Aquele final estragou uma série icónica... É só isto que tenho a dizer. Não gostei.
  • Blunt Talk T1: Vi uma entrevista do Patrick Stewart que não queria ser lembrado só por personagens de ficção cientifica, e por isso estava numa série de comédias. Vi o primeiro episódio até agora e embora eu pense que roça um pouco o Californication, mas numa versão mais velha, gostei bastante do humor negro.
  • Star Wars Clone Wars T2: Comecei a segunda season do Star Wars Clone Wars, e estou a gostar bastante. Gosto do espirito, das referências perdidas no meio da série. Bem engraçado.

Sinceramente,

Assinatura.png

 

 

Matine #16

É só de mim, que geralmente o mês de Janeiro custa a passar, mas este parece que voou? E como sempre quase que não vi o que queria, mas consegui ver outros filmes. As séries, foram todas e mais algumas. Aqui vamos!

 

Conan the Barbarian (2011) 

Conan-the-Barbarian-2011-Hindi-Dubbed-Movie-Watch-

 

 

É um filme de acção com alguma brutalidade, e fantasia. A história nem é muito complicada em si, as personagens são bem simples. A fotografia e os efeitos não são assim nada demais. E entendi então porque este retorno de uma saga tão conhecida, não teve o sucesso que têm tido os mais recentes. No entanto não é um filme de todo descabido. Temos lá o six-pack do Mamoa, sempre presente, temos um vilão que mata tudo e todos, e quer roubar uma rapariga para fazer algo mau. E o Mamoa claro, mesmo que isso não faça parte dos planos dele, vai salvar o dia. É um típico filme de acção, sem grande tcharam. Bom para um domingo à tarde!  

 

The Last Witch Hunter (2015)

Screen-Shot-2015-09-17-at-12.57.43-PM.png

Como hei-de dizer isto? Eu só gosto do Vin Diesel nas Crónicas de Riddick. Tive que ver o Fast & Furious 7 porque ganhei bilhetes com os M&M's, e fui pelos presentes,não pelo filme. Já não posso com a música do It's been a long time... without you my friend (até porque me faz lembrar uma altura má do ano passado), e deu-ma-livre de ver mais um "The Pacifier". Por isso vi este filme com um pé atrás. Mas supreendentemente, surpreendeu-me! Gostei do twist na visão das bruxas. Uma coisa mais natural e contida. Não são todas all powerfull. Gostei do seguimento da história, acho que bastante conciso. O Elijah Wood, é que, pronto, achei que estava ali um pouco a mais. E, embora tenha gostado muito do papel dela, não conseguia deixar de olhar para a Rose Leslie e ouvir "You know nothing, Jon Snow". Aconselho este filme, para quem gosta de fantasia e aventura, e da temática bruxas. 

 

 

Séries:

  • The Expanse : Dos primeiros episódios gostei bastante. É uma história de ficção cientifica, com uma base cientifica bastante pertinente. Acho que está bastante correta, se um dia chegarmos a expandir para outros planetas no nosso sistema. Conta a história daqui a uns anos, em que nós já colonizamos a Lua, Marte e um asteróide da Cintura. Está tão detalhada a ponto de as gerações que já nasceram e cresceram nesses planetas como os que vivem no asteróide, já apresentam diferenças no crescimento, porque a gravidade, uma coisa tão simples e invisivel, como é diferente, então o nosso corpo tem comportamentos diferente. A intriga de uma eminente guerra entre Marte e os aliados Terra e Lua, está no ar, e qualquer faísca pode depoletar um acto de ataque. Penso que tem material para uma boa série de ficção-cientifica.
  • Agente Carter T2 : A Agent Carter voltou de uma forma um pouco forçada penso eu. A mudança para o outro lado da América, acho que foi demasiado abrupta, e criou-se uma história totalmente fora da temporada anterior, que penso que causou-me uma certa indigestão. Mas pode ser que ao longo da temporada, haja uns retoques e a coisa volte ao sabor da temporada anterior. 
  • The Shannara Chronicles: Uma série de fantasia, completamente, que colei logo com o primeiro episódio. Embora ainda continue a pensar que falta explicar o contexto do mundo, o plot está bastante engraçado. É  um mundo de fantasia: temos elfos, anões, trolls, e afins. E temos demónios, que foram expulsos do mundo, guardados por uma senhora árvore, que está a morrer. E é aí que a história começa, uma princesa que tem se de tornar numa guerreira e protectora, um meio elfo que descobre que afinal tem mais destino do que queria, e um druida, oh um senhor druida, que acordou do seu sono, para salvar o Mundo. Parece demasiado simples, mas está bem engraçada a história.E se gostam deste tipo de ambiente, recomendo! 
  • X-Files Re Opened: Vou ser sincera, o primeiro episódio desiludiu-me! Quer dizer desvendar tudo assim à descarada? Embora tenha gostado da conclusão que o Mulder tirou, e que vai ser a premissa para a season, foi demasiado abrupta para o primeiro episódio. No entanto o segundo episódio, já alcançou o antigo espirito X-Files: parece tudo um caso fora deste mundo, mas afinal é tudo comandado por outra pessoa.
  • Galavant T2: Como me tinha esquecido que este série tinha voltado? Tem música, tem Galavant, tem amor, tem Galavant, tem humor, tem Galavant,  e tem coisas estúpidas. Vê-se rápido, ri-se bastante. 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

 


BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves. 29 anos. Curiosa sem fim, exploradora de livros, advogada de boa comida, gestora de estados ansioliticos, caçadora de sonhos, escriba escrava da palavras da minha cabeça, pajem dos meus animais.

thedailymiacis@gmail.com

Mais sobre mim

foto do autor


Some blog design Written by Joana

Em destaque no SAPO Blogs
pub
Copyright © The Daily Miacis