Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Daily Miacis

RESUMO MARÇO

 

Alfabeto literário (2).png

O início deste mês era como qualquer um, as expectativas eram conseguir fazer o melhor dele. Mas acabou por se tornar de uma forma inesperada, num mês tão bom.

 

O curso de aguarela contou, e em muito, para este sentimento. Há muito tempo que queria fazer um e assim do nada apareceu um, e eu sem medo , atirei-me. Passou rápido, rápido demais mas serviu para o que queria: aprender, mexer e ganhar ainda mais vontade. Perder o medo. Este mês já não posso dizer que não pintei! E como uma coisa vai atrás da outra, tenho andado com bastantes ideias de histórias. 

 

O mês é que com o tempo maravilhoso que esteve, não deu para muito mais. A minha vontade de jardinar é imensa, material não me falta. O que me falta é ter bom tempo quando estou em casa. Queria já ter alguma coisa em crescimento nas sementeiras mas não dá! E tenho tanto que fazer.

 

Foi um mês de experiências também, pela primera vez fiz papas de aveia no forno e adorei. Como a experiência de ir ao ginásio na hora de almoço está de vento em popa. Treino, sem muita gente, com o ginásio quase vazio, e descarto logo essa tarefa na hora de almoço ficando com o fim do dia para mim. Estive quase para desfazer o meu clube de leitura, mas no fim acabei por não fazer isso. Obrigada Ana por me convenceres.

 

Organizar os papéis soltos que se encontrou ao longo da arrumação da casa - Sim! E é impressionante as coisas que se guardam. Tinha faturas de coisa que comprei na Parfois e Zara em 2012.

Doar livros - Tenho os livros separados. E já sei que associações os vão receber. Só me falta entregar.

Plantar o meu jardim com flores e aromáticas - Bem nem o Hugo, nem a Emma nem o Felix ajudaram muito não é? Eu bem que tinha muita vontade.

Ir ao ginásio de manhã - Alterei o horário mas esta meta foi cumprida, vários dias da semana, à hora do almoço.

Alterar a medicação de ansiedade - Infelizmente ainda vou ter que esperar para cumprir este ponto. Doctor's orders.Mas com tempo.

Cozinhar mais comida saudável  e low carb - Experimentei papas de aveia e adorei. E ando bem inspirada!

Escrever um conto - Falhei redondamente. Ando a portar-me mal nesta área.

 

ULTIMO VÍCIO: Star Trek The Next Generation no Netflix, e Stephen King no Youtube

FILME: "Annihilation"

O QUE MAIS ME EMPOLGA EM ABRIL: O bom tempo e férias que só chegam bem lá no fim. 

 

Sinceramente,

20099812_ua1Qu.png

 

 

Do curso de aguarela

29634424_2107400639288351_1728933593_o.jpg

Tinha feito mal as contas e estava crente que ainda tinha mais um sábado de aulas. Fiquei triste quando apercebi-me que o sábado passado era a última aula.

 

Foram 4 sábados muitos bons. Encurtaram um pouco os meus fins de semanas, tive que apertar outras tarefas, mas deu para tudo. E que bom que foi. Deu para várias coisas: matar saudades de passear pelas ruas do Porto, voltar a andar muito de metro, voltar a comprar material de arte e voltar a pintar. 

 

Como já tinha referido, sempre gostei de aguarela e sempre foi o tipo de pintura com que me dei bem. Acrílicos, óleo, guache, pásteis, não tenho jeito nenhum para isso. Eu sempre fui um pato de água, e isso extende-se à pintura. Cheguei à conclusão que afinal o pouco que sabia, pouco me valia porque de facto sem as técnicas bases, sem o treino preciso no base, o que fazia estava errado. Aprendi que também não tenho muito jeito e que a coisa só vai lá com: prática, prática e prática. E aprendi que quero mais disto na minha vida, e que fui uma idiota por colocar de lado.

 

As quatro aulas foram poucas para tudo que é necessário. Falamos sobre a ténica base da aguarela que é sempre do claro para o escuro, que o branco não existe que é o branco que oferece o papel. Falamos da transparência e de como montar camadas a camadas, falamos de técnicas de aguadas e treinamos, como de técnicas de pintura (humido sobre humido, levantamento de cor, etc), falamos das cores,  falamos de como nasceu a aguarela e dos vário autores desde o inicio até aos dias de hoje. Embora o tempo foi reduzido para todo o conteúdo que existe, foi eficazmente aproveitado, e foi um bálsamo para a minha alma.

 

Com pena minha não continuo por lá, mas fiquei empolgada e quero continuar a trabalhar com aguarela. Já tenho mentalizado na minha cabeça que tenho de treinar sempre todas as semanas como se fosse ir ao ginásio. E para além disso faz me bem. Muito bem.

 

Sinceramente,

20099812_ua1Qu.png

 

 

 

 

Pintar com Henna - a experiência

Depois de falar de pintar o cabelo com tratamento quimico, é um pouco contra-producente falar de pintar com produtos naturais. Contudo, não venho aqui pregar qual deles é o melhor nem nada disso. 

 

Venho antes demais partilhar a minha experiência, e partilhar um pouco do que aprendi do que fui pesquisando na Internet. A Henna, como muitos devem saber é um corante natural extraido de uma planta com o mesmo nome. Quimicamente, é uma molécula laranja, daí que quando os cabelos são pintados com henna ficam com os reflexos laranjas potenciados. No entanto, sendo um componente natural, não tem a mesma potencia que um tratamento quimico, e por isso a sua capacidade de coloração vai depender da cor base onde vai atuar, ou seja quanto mais claro o cabelo, melhor atua a Henna, quando mais escuro menos coloração. Por isso também temos de aprender que existem mais dois tipos de plantas que geralmente são adicionadas em conjunto com a Henna: a cassia e o indigo. A Cassia tem uma molécula de cor clara potenciando os loiros, e o Indigo uma molécula escura. Misturando este tipo de corantes conseguimos potenciar diferentes tons. 

96924278c0d682de7872c844e42a589a (1).jpg

 

 

Contudo a minha experiência com Henna foi bem simples. Comprei já um pacote, para potenciar o louro. A experiência foi engraçada e aqui vou contar alguns pontos para quem quiser experimentar, já ter em conta.

  • Por mais água que coloquem, o produto final vai ser sempre pastoso.

Eu coloquei o mínimo que diziam nas instruções, e achei que estava demasiado grosso para conseguir colocar no meu cabelo. E fui adicionando água quente. A pasta continuava grossa, por isso desisti e resolvi colocar à mão ao contrário do que li na internet que se podia colocar perfeitamente com pincel. 

 

  • Protejam o local de coloração muito bem

Aquilo vai soltar imensos bocadinhos de tinta para o chão, para a roupa, para a cara. Por isso protejam tudo muito bem. Se quiser façam na banheira porque assim é mais fácil de limpar ao contrário de mim que fiz na cozinha... Coloquem uma toalha ou vistam mesmo uma espécie de parka para a chuva que assim é só passar por água imediatamente, e protejam bem a cara, e as mãos. Coloquem com luvas, vais doer no cabelo mas não ficam com as unhas uma miséria.

 

  • Protejam bem a cabeça depois de acabado

Sim, coloquem bem o papel de aluminio ou o plastico aderente, e por cima coloquem uma touca por cima, porque pode cair ainda bocados de tinta depois, e assim aquece mais a cabeça, de forma a tinta pernetrar melhor

 

  • Usem uma tolha que não se importem de ficar manchada.

O mesmo equivale para a roupa.

 

  • O cabelo vai ficar a cheirar a ervas mesmo depois de lavar com shampoo

Não foi uma coisa que me incomodou muito, mas ainda assim não é muito simpático andar com o cabelo a cheirar a ervanária. 

 

  • Expectativas: eram, eram grandes

Nem muitos reflexos tive, mas isso sou eu que tenho a minha base um pouco escura. Nem a raiz ficou disfarçada.

 

  • Coloquem e esqueçam

Aquilo diz no minimo duas horas, mas se deixarem 4 horas, ou mais não faz mal. Quanto mais tempo, mais efeito, maior penetração

 

  • A coisa ficou feia: tens de esperar para reparar

Tão cedo não podes pintar no cabeleireiro.

184bed942ab44ddb2ee028e865abc06e (1).jpg

Depois de todos este "senãos", dizem vocês então para que raio se há de pintar com henna? Ora bem, quem só quiser reflexos é uma boa opção, porque a Henna para além de pintar também é um bom tratamento par ao cabelo. Faz uma hidratação profunda ao cabelo, e no caso de cabelos com queda ou finos é um tratamento que se devia fazer recorrentemente porque alimenta o cabelo. Existe a Henna neutra que convém lerem bem os ingredientes porque muitas vezes essa neutra tem Cassia ou Senna que é a que dá os reflexos neutros, que é possivel utilizar só para tratar o cabelo. Procurem e pesquisem até se fartarem, porque existem várias misturas, e vários truques. Por exemplo se misturarem henna com sumo de limão dizem que também ajuda a aloirar, e folhas de camomila também potencia. Por exemplo henna com canela também potencia as cores quentes.

Podem comprar em vários sítios: online como no ebay, na Lush, ou mesmo numa ervanária. Eu por exemplo comprei na Ervanária Portuense.

 

E vocês, já tinham experimentado?

 

Fonte Imagens: Pinterest

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

 

Inspiration // Golden Hair

Bom dia! E bom inicio de semana, embora a programação meteorológica é de uma semana chuvosa, para variar relativamente às outras.

 

Antes de tudo, que pedir desculpas pela ausência. Tinha me compremetido a participar no desafio dos filmes mas já estou com duas semanas de atraso, e não dá. Peço mesmo desculpa, porque eu odeio, odeio comprometer e por razões alheias não cumprir o que prometo. Também deixei de publicar, mas é que têm sido fim de semanas muitos ocupados, e as semanas também. E eu também gosto de praticar o que prego nos tempos livres. Logo não é fácil organizar a vida.

 

Agora que a "coisa" já está um pouco mais calma, vamos tentar aos poucos voltar aos horários do costume. 

 

Hoje começo com um post de inspiração para coloração de cabelos. Não me apredejem já! Eu sei que dizia há um ano que nunca mais pintarei o cabelo. Sim, faz dia 28 de Abril que por causa do meu cabelo laranja, resolvi cortar mesmo a fundo. Ora bem, 6 meses depois descobri que havia os anti-laranjas que me deixou fula porque a minha ex-cabeleireira não me sugeriu, e se calhar agora não tinha o cabelo nesta fase complicada em que nem é curto nem é médio. 

Contudo, eu tenho vindo a sofrer de um mal que atinge muito boa gente: os cabelos brancos. É triste com 27 anos já ter 4, 4 demoníacos grossos e fortes cabelos brancos. E logo na zona onde costumo fazer a risca. Por isso não pintar, que era o que eu andava a fazer ou pelo menos não pintar com tinta quimica, não passa por uma solução. Mas como eu sou assim de extremos não é, vou pintar com louro que já me anda literalmente a namorar à anos, mas que eu nunca tive coragem. Vai ser agora, perdida por mil perdida por cem mil!!! E se certa forma é um back to old school que madeixas loiras já foi o meu penteado durantes muitos anos. Desde que tive a ideia, já estive indecisa entre pintar o cabelo todo ou só madeixas. Vou atirar-me a um ombré, que está bastante na moda. Isto porque pintar todo vai me requerer uma manutenção alta, e senão gostar o choque ainda é maior. Logo para prevenir, vai ser ombré. Depois se verá. O segundo problema surgiu: que tom de louro? E entretanto fiquei confusa se é loiro ou louro. Existe as duas formas na lingua portuguesa e pelos vistos pode se considerar as duas para o tom do cabelo claro, mas eu vou só passar a usar loiro, porque louro é a planta que se usa para condimentar a comida.Voltando aos tons de cabelo, sim existem imensos que eu nem sabia. Aqui está uma imagem com as variações mais comuns.

ea0d5eee1d184e4e1dd19a0b56f42abc.jpg

 

Depois a partir daqui existem misturas que criam outros resultados, por exemplo o Bronde, que é o que me atrai mais no sentido que é o que melhor combina comigo. Bronde é a cor que por exemplo a Cara Delevingne tem, é a mistura entre castanho e loiro. De certa forma é um loiro natural, e que facilmente se pode transformar também num cabelo loiro de praia sem parecer muito artificial. Penso que vou optar por uma mistura dessas, entre o caramelo e o dourado, que são os tons que me atraem mais. Odeio o ash, porque parece que o cabelo está estragado na minha opinião, e  o silver penso que é demasiado artificial, se bem que já estive mesmo inclinada para pintar nesse tom (e ainda não me saiu da cabeça). Outro loiro que não está aqui é o rose gold, que está agora muito na moda, e que eu acho lindissimo! Bem feito, tem que se reconhecer, porque facilmente pode ficar mais rosa que dourado. Também existe o strawberry, ou champagne. Mas isso já são mais variações um pouco mais do mesmo. Deixo aqui algumas inspirações, que algumas vão hoje comigo no telemóvel, para mostrar o que pretendo, e sair com uma cara nova. Primavera, é mesmo a minha época das mudanças!

 

 Que acham? Sou louca em demasia?

 

Sinceramente,

Assinatura.png

 

 


BLOGGER
Sou a Sofia Gonçalves. 29 anos. Curiosa sem fim, exploradora de livros, advogada de boa comida, gestora de estados ansioliticos, caçadora de sonhos, escriba escrava da palavras da minha cabeça, pajem dos meus animais.

thedailymiacis@gmail.com

Mais sobre mim

foto do autor


Some blog design Written by Joana

Em destaque no SAPO Blogs
pub
Copyright © The Daily Miacis